Terça-feira, 23 de Julho de 2019
ROTA DO TRÁFICO

Trio é preso e 50 quilos de maconha 'skunk' são apreendidos em Manaus

Droga seria levada para abastecer Parintins durante o Festival Folclórico. Cão operacional da Receita Federal localizou os entorpecentes em duas embarcações



6632a6c8-f401-4164-a51f-ab91ac2c0685_9FB2F4AF-D903-4EEE-905A-8DA5A331ACB8.jpg Foto: Winnetou
24/06/2019 às 13:43

Três homens foram presos, por volta das 6h desta segunda-feira (24), e ao menos 50 quilos de maconha do tipo skunk foram apreendidos dentro de duas embarcações, na Orla de Manaus. As apreensões aconteceram após uma ação coordenada pelo Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e contaram com a ajuda de um cão farejador da Receita Federal. 

Em uma das embarcações, as equipes prenderam, em flagrante, Erenilton da Silva Cardenes, 31; Thiago da Silva Santos, 19 e Vanderson Benchimol da Silva de 23 anos, responsáveis pela guarda de 11 tabletes de maconha tipo skunk, encontrados em duas bolsas. Em outra, havia 39 tabletes do mesmo tipo de entorpecente.

De acordo com o delegado Paulo Mavignier, coordenador do Denarc, a primeira embarcação vinha do município de Tefé e a outra, do município de Japurá, respectivamente. Conforme ele, o trabalho faz parte da operação “Parintins 2019”, já que droga apreendida seria distribuída em Parintins durante a realização do 54º Festival Folclórico.

“Foi uma investigação que durou aproximadamente 30 dias e hoje, numa ação policial com o apoio da agente canino da Receita Federal, conseguimos abordar duas embarcações. Conseguimos fazer a apreensão desse material totalizando 50 quilos de droga, é uma carga que possivelmente seria deslocada para o município de Parintins já para abastecer o festival”.

Segundo o delegado, na primeira embarcação, onde os três homens foram presos, as drogas foram encontradas em armários suspensos próximo a área de máquinas. Já no segundo, os entorpecentes estavam no convés espalhadas em meio aos passageiros.

“Os três tripulantes possivelmente negociaram com narcotraficantes ali na região de Tefé e Coari, eles estavam responsáveis pela logística até Manaus. Com certeza, havia outra equipe responsável por levar essa droga até Parintins. Na segunda embarcação, nós não encontramos os responsáveis pelo entorpecente, mas isso será apurado ao longo do curso do inquérito policial”, destacou o delegado Paulo Mavignier.


A operação contou com a ajuda de um cão operacional da Receita Federal, que localiza os entorpecentes. Foto: Winetoou

“O Denarc tem contado em todas as duas ações com o apoio da Receita Federal que tem um cão operacional que tem facilitado muito na quantidade de abordagem em embarcações. O cão tem uma velocidade extraordinária. A gente consegue fazer as varreduras em tempo recorde”, destacou ainda, sobre a ação do agente canino Odin da Receita Federal.

Flagrante

Erenilton, Thiago e Vanderson foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao término dos procedimentos no Denarc, o trio será levado para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News karol 5249a044 89f6 4d99 98db 77f68d4ef8e4
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.