Publicidade
Manaus
Manaus

Trio é preso e manda aviso de alerta pelo Facebook para traficantes de Manaus

A prisão do trio, suspeito de comercializar entorpecentes no bairro Mutirão, aconteceu na madrugada deste domingo (12), pela Força Tática da Polícia Militar 13/10/2014 às 11:56
Show 1
Os três seriam encaminhados para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa
Girlene Medeiros Manaus-AM

Três homens foram presos suspeitos de comercializar entorpecentes na rua Penetração, no bairro Mutirão (Amazonino Mendes), na Zona Norte. A prisão aconteceu na madrugada deste domingo (12) e um dos presos chegou a publicar que havia sido detido em uma rede social. O caso foi atendido pela Força Tática da Polícia Militar.

Segundo o cabo Muller, da Força Tática, Rodrigo Santos Silva, 21, e Samuel Souza Pinto, 19, estavam próximo à feira e, quando viram os policiais militares, fizeram gestos um para o outro. A polícia considerou o comportamento como atitude suspeita e abordou a dupla. Com os dois, foram encontrados mais de 100 gramas de cocaína e a quantia de R$ 186,10. A droga estava nos bolsos dos suspeitos. Os policiais perguntaram quem seria o fornecedor da droga e a dupla entregou um homem de 30 anos, que não teve o nome divulgado pela polícia. O terceiro suspeito, que não teve o nome revelado pela polícia, foi preso na casa dele, onde também funciona um estabelecimento comercial.


No local, a polícia apreendeu mais 800 gramas de entorpecente. “Encontramos 300 gramas no comércio e depois mais meio quilo de maconha prensada e uma balança de precisão”, afirmou o cabo Muller. A Força Tática deu voz de prisão ao trio que foi levado à sede do 15º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Nova Cidade, Zona Norte. Na delegacia, os policiais identificaram que Rodrigo havia feito uma publicação sobre a prisão em uma rede social. A mensagem seria supostamente um aviso para criminosos relacionados a ele.

De acordo com informações do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (Tjam), Rodrigo já havia sido preso pelo crime de roubo em agosto de 2012. No mesmo ano, ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por portar entorpecente. Da mesma maneira, Samuel também assinou TCO por posse de droga em junho deste ano. Os três homens devem responder pelo crime de tráfico de drogas. Eles foram encaminhados à cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, onde vão aguardar decisão judicial.

Publicidade
Publicidade