Quinta-feira, 25 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
O trio foi preso por policiais do Denarc após uma semana de investigação
publicidade
publicidade

Manaus

Trio é preso pela polícia por vender droga em casa abandonada na rua Codajás, Cachoeirinha

Eles faziam o local de “boca de fumo”. Um deles, além do tráfico, seria autor de um dos homicídios da chacina ocorrida em Manaus em julho deste ano


18/09/2015 às 12:35

Três homens foram presos pela Polícia Civil do Amazonas por envolvimento com o tráfico de drogas no bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus.

Luan de Oliveira Nascimento, 22, o “Magro”, Diego dos Santos Costa, 27, e Robson Rodriguez dos Santos, o “Xaropinho”, foram presos em flagrante por volta de 18h de ontem, quinta-feira (17).

O grupo foi capturado por policiais do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), dentro de uma casa abandonada na rua Codajás, no bairro Cachoeirinha.

publicidade

De acordo com o delegado Thyago Tenório, do Denarc, as prisões são resultados de denúncias anônimas que chegaram à polícia informando que no local funcionava um ponto de venda de droga. As investigações duraram uma semana.

Com os suspeitos foram apreendidos 26 porções de maconha e uma porção de cocaína. Eles foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, e serão levados para a cadeia pública.

Segundo o delegado, Diego é apontado ainda como autor de um dos homicídios da chacina ocorrida no mês de julho deste ano em Manaus. A vítima foi Diego Barbosa Amâncio, morto na rua Dias, bairro da Paz. O celular da vítima foi encontrado com o infrator.

publicidade
publicidade
Detran e Seinfra irão sinalizar rodovias estaduais no Amazonas
Música clássica inspira exposições fotográficas em cartaz na capital
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.