Publicidade
Manaus
Manaus

Triplo homicídio na Zona Norte de Manaus envolve versões de roubo e ciúmes

Segundo informações da polícia civil, o crime foi motivado por ciúmes. Já testemunhas alegam que uma reação a um assalto teria levado às mortes 22/05/2013 às 14:17
Show 1
O caso está sendo investigado pela polícia civil
Bruna Souza e Laynna Feitoza Manaus, AM

Duas versões envolvem um triplo homicídio ocorrido na Zona Norte de Manaus por volta das 22h50 da noite desse domingo (19). Segundo a polícia civil, a primeira vítima, Anderson Cabral Pereira, 19, foi morta por arma de fogo na Rua São Valentim, no bairro Monte das Oliveiras. A segunda vítima é D.G.A., 17, morto com oito facadas após ser linchado na Rua São Nicolau, também no mesmo bairro. Já a terceira vítima é Wagner Hernandez da Silva, 30, que também foi morto na Rua São Valentim a tiros.

A polícia investiga duas versões: a de que os crimes foram motivados por ciúmes e a outra aponta que uma reação a um assalto teria originado as mortes.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da polícia civil, a segunda vítima (D.G.A.) caminhava com a namorada quando cruzou com a primeira vítima (Anderson). Segundo a PC, Anderson teria paquerado a namorada de D.G.A., que não teria gostado da atitude. D.G.A. teria ido embora com a namorada e depois retornado ao local com um homem não identificado, que estava armado e atirou contra Anderson. Pereira foi levado para o SPA da Galileia, mas morreu no caminho.

Ainda segundo a polícia, após os tiros, os moradores das proximidades do crime começaram a correr atrás da dupla. D.G.A. e o homem não identificado fugiram. Ao chegar na Rua São Nicolau, D.G.A. foi alcançado pelos moradores, que o lincharam e desferiram facadas nele até a morte.

Conhecidos de D.G.A., ainda conforme a polícia civil, teriam descoberto a morte do colega e retornaram à Rua São Valentim em uma moto. Os dois homens da moto, ao passarem pela rua, começaram a atirar nas pessoas que estavam reunidas na rua comentando os homicídios. Entre as pessoas reunidas estava Wagner Hernandez, que foi atingido com dois tiros no abdômen. Ele chegou a ser levado para o Hospital Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos.

Segundo as testemunhas do crime, as mortes não estão relacionadas à namorada de D.G.A. Conforme elas, D.G.A. tentou roubar o celular de Anderson junto ao comparsa, identificado pelos moradores como Peteleco. Anderson teria reagido ao assalto e sido atingido com os tiros, que partiram de Peteleco. Ao serem perseguidos pelos moradores, apenas D.G.A. conseguiu ser alcançado e foi linchado e esfaqueado.


Publicidade
Publicidade