Publicidade
Manaus
RODOVIÁRIOS

TRT publica decisão que concede reajuste salarial de 3,5% aos rodoviários

Nas contas do vereador Jaildo Oliveira, ligado ao sindicato, só de bônus, retroativo a 2017, os motoristas devem receber cerca de R$ 800 e cobradores, R$ 300 23/03/2018 às 11:57 - Atualizado em 23/03/2018 às 14:53
Show trt 3333333
Foto: Arquivo A Crítica
Nais Campos Manaus (AM)

O Tribunal Regional do Trabalho da 11º Região (TRT11-AM/RR) publicou, no final da manhã desta sexta-feira (23), o acórdão da decisão que concede aos rodoviários de Manaus um reajuste de 3,5% referente ao dissídio coletivo da categoria retroativo a 2017.

Para o vereador Jaildo Oliveira (PCdoB) – ligado ao sindicado dos rodoviários –, o percentual de aumento faz jus às reivindicações dos trabalhadores referente à data-base do ano passado, embora fosse esperado um valor maior, entre 5% a 6%.

“Agradecemos ao tribunal pela decisão favorável a categoria e agora vamos aguardar a manifestação do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) e da Prefeitura de Manaus tão logo sejam notificados”, afirmou.

Nas contas do vereador, só de bônus, retroativo a 2017, os motoristas devem receber cerca de R$ 800 e cobradores, R$ 300. No último 28 de fevereiro, os rodoviários fizeram uma paralisação na região central da cidade e no Terminal de Ônibus 1 pedindo reajuste de 10%.

Despacho

No despacho do desembargador Jorge Alvaro Marques Guedes, o reajuste visa estabelecer condições de trabalho entre os rodoviários e as empresas de transporte de ônibus urbano. 

A partir dessa decisão, o salário do motorista passa a ser de R$ 2.383,98, do cobrador, R$ 1.191,97 e do administrador de linha, R$ 2.526,94. O mesmo índice de reajuste de 3,5% deve ser aplicado aos demais benefícios financeiros, como ticket alimentação (R$ 14,25), cesta básica (R$ 240) e o vale-lanche (R$ 7,41).

Publicidade
Publicidade