Domingo, 20 de Outubro de 2019
Manaus

TST aceita proposta e determina fim da greve dos Correios

O tribunal manteve o reajuste oferecido pelos Correios, de 8% nos salários e de 6,27% nos benefícios



1.jpg Os serviços devem ser retomados nesta quinta-feira (10)
09/10/2013 às 18:00

O Tribunal do Superior do Trabalho (TST) julgou na tarde de terça-feira (8) o dissídio coletivo dos Correios, aprovando a proposta apresentada pela empresa e determinando o encerramento da greve. Os trabalhadores que aderiram à paralisação deverão retomar as atividades normais a partir da próxima quinta-feira (10). No Amazonas, aproximadamente 15% dos trabalhadores ainda estavam parados.

O tribunal manteve o reajuste oferecido pelos Correios, de 8% nos salários (reposição da inflação do período, de 6,27%, com ganho real de mais de 1,7%) e de 6,27% nos benefícios; vale-extra no valor de R$ 650,65, a ser creditado em dezembro e Vale-Cultura dentro das regras de adesão ao Programa implementado pelo Governo Federal.



Os ministros destacaram que o reajuste ofertado pela ECT está acima dos índices inflacionários do período, citando inclusive pesquisa do DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, que demonstra que a maior parte das categorias no Brasil não obteve aumento tão significativo no primeiro semestre de 2013.

O tribunal também acatou integralmente a proposta dos Correios sobre o plano de saúde: manter na íntegra a cláusula 11 do acórdão vigente, que garante todos os atuais direitos dos trabalhadores - manutenção dos atuais beneficiários (inclusive pais do empregado que já estão cadastrados); cobertura de procedimentos; rede credenciada e percentual de compartilhamento; nenhum custo adicional, repasse ou mensalidade aos empregados.

Normalização no estado

De acordo com os Correios no Amazonas, o prazo para a regularização da carga que não foi entregue no Estado será de duas semanas. Essa compensação deverá ser feita em expedientes que serão de segunda a sexta-feira, adicionando duas horas extras por dia.

A empresa também informou que durante o período de paralisação, apenas as correspondências não seguiram o procedimento de entrega. Segundo ela, as encomendas via Sedex ou PAC foram submetidas normalmente aos destinatários.  

*Com informações da ascom dos Correios Amazonas


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.