Publicidade
Manaus
Manaus

Túnel de 20 metros achado no Compaj seria usado para fuga em massa neste final de semana

Agentes vistoriaram penitenciária de Manaus e descobriram túnel bem estruturado, com iluminação e ventiladores. Na cela, havia 23 detentos. Segundo secretário Pedro Florencio, o local ainda não tinha sido utilizado por falta de permissão dos líderes de uma facção criminosa 28/01/2016 às 16:06
Show 1
Seap e Polícia Militar encontram túnel durante revista no Compaj. Secretário Pedro Florencio ressaltou que local foi construído há pelo menos 6 meses
Kelly Melo Manaus (AM)

O túnel de 20 metros de extensão, que foi descoberto dentro de uma cela do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus, durante uma vistoria no local nesta manhã (28), seria usado para uma fuga em massa neste final de semana.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Pedro Florêncio, a suspeita é que os detentos fugiriam em grupo do local nesse próximo fim de semana. A ordem da escavação do túnel teria partido, segundo o secretário, de lideranças do crime organizado com o objetivo de desestabilizar o sistema.

O túnel foi cavado de dentro da cela 8, da ala 1, do pavilhão 3 do Compaj. A vistoria desta manhã ocorreu nos pavilhões do regime fechado do presídio, e contou com apoio do Comando de Policiamento Especializado (CPE) da Polícia Militar. Ao todo, participaram 160 policiais militares, servidores da Seap e agentes da Umanizzare Gestão Prisional.


De acordo com o secretário, pela forma como foi encontrado, o túnel foi finalizado há pelo menos 6 meses, já que recentemente não foram encontrados equipamentos que pudessem ajudar a cavar o túnel.  

Segundo Florencio, o local ainda não tinha sido utilizado por falta de permissão dos líderes de uma facção criminosa. “O túnel só seria utilizado agora porque o objetivo era retirar os novos chefões com medo de que houvesse uma nova operação da Polícia Federal (PF)”.

Secretário destacou ainda que no pavilhão onde foi encontrado o túnel vivem 329 dos 1.268 internos do Compaj. Os detentos que moravam na área onde o túnel foi encontrado foram alojados em outros espaços da unidade.


“Tínhamos a informação de que a fuga ocorreria nesse fim de semana, por isso agimos rápido. Foi um trabalho todo da Seap que tem buscado melhorar o sistema prisional”, disse.

Segundo Pedro Florêncio, o buraco foi bem estruturado porque tinha iluminação e ventiladores. “Vinte e três internos estavam nessa cela e vão responder a inquérito policial. Nesse momento a área está isolada, pois ainda estamos em busca de materiais ilícitos que podem estar escondidos”, explicou o secretário.

 

Fuga

Na noite do último domingo (24), cinco detentos fugiram do Centro de Detenção Provisório de Manaus (CDPM), presídio localizado também no Km 8 da BR-174, próximo ao Compaj. Dos cinco fugitivos, apenas quatro foram recuperados e um ainda está foragido.

Morte

No fim da tarde de ontem, quarta (27), um detento morreu depois de ser ferido dentro da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), no bairro Puraquequara, Zona Leste de Manaus. O homem, de 27 anos, chegou a ser socorrida, mas não resistiu. A causa dos ferimentos ainda é desconhecida.

Publicidade
Publicidade