Publicidade
Manaus
RETORNO DA ILHA

De volta para casa: Turistas são ‘só elogios’ ao tradicional Festival Folclórico de Parintins

Visitantes não economizam adjetivos para definir mais uma edição da festa dos bois Caprichoso e Garantido 03/07/2017 às 20:18 - Atualizado em 04/07/2017 às 08:30
Show menina
Eliane e Juliana, mãe e filha aprovaram o festival e prometem voltar em 2018. Foto: Winnetou Almeida
Álik Menezes Manaus (AM)

Turistas que foram assistir as três noites da tradicional disputa entre os bois Caprichoso e Garantido, na 52ª edição do Festival, classificaram o evento como espetacular, grandioso e inigualável.

A nutricionista Eliane Martins reuniu a família e enfrentou algumas horas de viagem, de Minais Gerais para Manaus e depois para Parintins, para assistir as apresentações dos bois  e afirmou que o festival desse ano foi um dos mais impressionantes que ela já assistiu. Essa é a quarta vez que ela veio exclusivamente para o festival, a primeira foi há 15 anos a convite de um casal de amigos que mora na ilha Tupinambarana.

“As alegorias estão cada vez mais bonitas, imponentes, grandiosas, estão cada vez mais lindas. A cada ano esses artistas se superam. Essa é a quarta vez que vim, a primeira foi há quinze anos a convite de amigos. Me apaixonei por esse evento é o mais grandioso e espetacular que conheço no mundo”, elogiou.

Apesar da empolgação de Eliane pelo festival, esse ano o incentivo e pedido partiu da filha dela,  Juliana Ávila Martins, 19. A jovem contou que essa foi a segunda vez que foi ao festival e ficou encantada com a tecnologia investida no evento.

“Ano passado foi a primeira vez que fui e fiquei muito entusiasmada. É muito diferente de qualquer festival, supera até o carnaval do Rio e São Paulo, não tem comparação. Foi tudo muito lindo, apesar de ter o meu preferido, não posso ser injusta, os dois bois fizeram lindas apresentações”, disse.

Juliana gostou tanto que fez planos para o próximo ano. Segundo ela, a energia dos torcedores é contagiante e a criatividade dos artistas desperta a curiosidade e a  vontade de voltar à ilha. “Falei para mamãe que temos que voltar no próximo ano, não podemos perder. Esse ano chegamos na sexta na ilha e ficamos até hoje, no ano que vem não pode ser diferente”, disse.

A empresária Janete Falcão veio do Distrito Federal exclusivamente para assistir o tradicional festival e veio porque um funcionário da empresa comentava sobre a rivalidade entre Caprichoso e Garantido. “Fiquei bem impressionada, é um festival bem diferente e espetacular. Achei que por ser apenas dois bois durante os três dias ficaria repetitivo, sem graça, mas não. É surpreendente a criatividade daquelas pessoas”.

Para Janete, o evento é indescritível e mais impressionante quando assistido no Bumbódromo. Ela também faz planos voltar à ilha Tupinambarana em 2018. “Pretendo voltar, sim. Vou me programar para tentar voltar porque o espetáculo é lindo”, afirmou.

Map e Amazon festejam sucesso

Na última semana, mais de 100 voos com destino à Parintins foram operados pelas empresas Map e Gol Linhas Áreas. O diretor comercial da Map, Décio Assis, comemorou o crescimento. “Fizemos 38 voos extras, o que representa um aumento de 30% em relação ao ano passado. Foi um sucesso”, destacou.

O diretor-executivo da Amazon Best, Valdo Garcia, também avaliou o volume de passageiros como positivo. A empresa fretou um Boeing 737-700 da Gol e 68 trechos (ida e volta) foram realizados. “Já estamos pensando no ano que vem e vamos implementar o projeto ‘Parintins para o mundo ver’ para trazer turistas de todas as partes do mundo. Ganha o festival, a cidade e o estado”, afirmou.

Ainda segundo o empresário, o sucesso do evento deste ano marca o renascimento da festa. “Cumprimos a nossa missão. Que venha 2018”, finalizou.

Publicidade
Publicidade