Publicidade
Manaus
POLÍCIA

Uber nega corrida de cliente que diz ter sido assaltado por motorista do aplicativo

Empresa afirma que cadastro pelo qual a vítima solicitou o serviço jamais efetuou uma corrida. Usuário disse que entregou recebido da viagem à polícia que investiga o caso 26/02/2018 às 21:58
Show show uber
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

A Uber se pronunciou sobre a denúncia de um cliente que disse ter sido assaltado durante uma corrida na madrugada de domingo (25). De acordo com a empresa, o perfil pelo qual a vítima solicitou a viagem jamais efetuou uma viagem. O caso foi registrado no 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Segundo a nota, a Uber informou que o cadastro da vítima – que solicitou a viagem pelo perfil do tio, identificado como Tony dos Santos Carvalho – também não faz viagens desde setembro de 2017. Ainda conforme a nota, a Uber fez questão de esclarecer que até onde foi possível apurar, tudo indica que não se tratou de viagem realizada na plataforma.

A reportagem questionou os procedimentos em caso de assalto, tanto para clientes quanto para motoristas, mas a assessoria da Uber não respondeu às dúvidas por conta de não haver registro de corrida no sistema por parte do cadastro da vítima e de seu tio.

A vítima manteve a história contada à reportagem de A Crítica e informou, na noite desta segunda-feira (26), que cedeu os recibos das viagens para a Polícia Civil.

“Agora o caso tem que ser investigado pela polícia. Eles falaram que estão esperando um posicionamento da Uber em relação à placa. Eu busquei os meios que tinha para denunciar o que está acontecendo”.

Publicidade
Publicidade