Domingo, 16 de Maio de 2021
RETOMADA NA UFAM

Ufam deve concluir ano letivo de 2020 durante 2021; início será em março

Com ensino presencial, remoto e híbrido, a resolução que estabelece o retorno das atividades de 2020 prevê 90 dias para a realização de cada período. Documento aguarda assinatura do reitor da universidade



show_ufam_E5D45E60-2B27-41D1-B431-98C41C65E145.jpg Foto: Arquivo/AC (2019)
16/12/2020 às 13:35

A Universidade Federal do Amazonas (Ufam), através do Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CONSEPE) elaborou uma resolução que estabelece as regras para a retomada das atividades de ensino do ano letivo 2020, suspensas em razão da pandemia de Covid-19. O documento apresenta uma proposta de Calendário Acadêmico do ano letivo 2020, com aulas presenciais, remotas ou híbridas. A resolução segue para apreciação do reitor Sylvio Puga, havendo possibilidade de alterações pontuais no documento final.

As disciplinas presenciais devem ser retomadas nos espaços físicos da universidade, porém também serão adotadas aulas no modelo remoto, com atividades mediadas por tecnologias digitais. O modelo híbrido, já utilizado durante 2020, deve retornar, onde as duas modalidades, presencial e remota são combinadas. Neste modelo o professor deverá realizar, no mínimo, 40% da carga horária da disciplina com atividades presenciais. As orientações foram articuladas para o retorno gradual e seguro ao trabalho presencial.



Reinício em março

Ainda de acordo com a resolução, os períodos letivos 2020/1 e 2020/2 serão cumpridos em 2021 e organizados em 90 dias cada. Com a primeira solicitação de matrícula devendo acontecer entre os dias 10 e 18 de fevereiro de 2021, e o início do período letivo previsto para 1º de março de 2021.

O documento ressalta que deverão ser atendidas as solicitações de isolamento de qualquer membro da comunidade universitária, professor, aluno ou técnico, que apresente sintomas do novo coronavírus, a fim de evitar a contaminação ou a propagação do vírus e, aos alunos, será permitida a realização de exercícios domiciliares.

As atividades pedagógicas remotas poderão ser assíncronas, aquelas que não dependem da presença do professor em tempo real, ou síncronas que contam com a participação simultânea do docente e discente no mesmo ambiente virtual no formato de videoconferência, observando o cumprimento da carga horária.

A versão final do documento é fruto de 6 meses de trabalho da Comissão, que fez reuniões com representantes dos cursos de graduação, pró-reitores, Diretores das Unidades Acadêmicas, Faculdades, Institutos e Escola de Enfermagem, entre outros membros da comunidade acadêmica da UFAM. O resultado é uma análise das condições pedagógicas e de infraestrutura da Universidade juntamente com a proposta de calendário acadêmico.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.