Publicidade
Manaus
COMBUSTÍVEIS

Ufam diz que vai abonar faltas de servidores e alunos que faltarem nesta sexta (25)

Universidade liberou faltas por conta da crise dos combustíveis; memorando deixa na mão dos professores possíveis reposições de conteúdo, mas não as garante 25/05/2018 às 13:44 - Atualizado em 25/05/2018 às 14:16
Show ufam 0
Foto: Arquivo A Crítica
acritica.com Manaus

A Universidade Federal do Amazonas  (Ufam) informou, em memorando circular, que vai abonar as faltas dos servidores que não forem trabalhar, bem como a dos alunos que faltarem às atividades em sala.

No memorando, assinado pelo reitor Sylvio Puga, a orientação dada é de que os professores "se abstenham de realizar chamadas e avaliações, a fim de que os alunos não fiquem prejudicados".  O memorando afirma ainda que os docentes "têm autonomia para administrarem suas atividades por meio de reposição de aula ou mesmo a distância".

Questionada, por telefone, sobre a efetividade das aulas desta sexta-feira (25), a assessoria de imprensa da instituição limitou-se a dizer que os alunos não seriam prejudicados.  O memorando, no entanto, não garante a reposição das aulas aos alunos, uma vez que ele apenas dá autonomia aos professores na administração das atividades e não determina, de maneira clara, a reposição do conteúdo para aqueles que não puderam ir até a universidade. 

Mesmo que  a instituição tenha afirmado que não há qualquer suspensão de expediente, um anexo ao memorando, também publicado no site, informa as recomendações " não se estendem às atividades essenciais desta Universidade, que deverão continuar funcionando normalmente“. A mensagem, portanto, confirma que os setores ditos não essenciais da faculdade não terão funcionamento regular nesta sexta-feira (25).

Correção

Inicialmente, o Portal A Crítica informou que as aulas e expedientes teriam sido suspensos, o que não ocorreu. A matéria com tal conteúdo teve seu link excluído para evitar compreensões equivocadas.

Publicidade
Publicidade