Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
POLÍTICA

Última sessão virtual da CMM é marcada pela extinção de três secretarias municipais

Mudanças, já anunciadas pelo prefeito Arthur Neto no início do mês de junho, foram aprovada com pouquíssimas restrições



show_cmm_BE982078-DA8C-4715-8B99-7ADF252C19A4.jpg Foto: Arquivo/A Crítica
30/06/2020 às 17:10

Durante a última sessão plenária virtual antes do retorno das atividades presenciais na Câmara Municipal de Manaus (CMM), realizada na manhã desta terça-feira (30), os vereadores aprovaram a extinção de três secretarias, além de alterações em datas e locações.

As mudanças, já anunciadas pelo prefeito Arthur Neto no início do mês de junho, foram aprovada com pouquíssimas restrições devido ao forte poder político do tucano dentro da Casa Legislativa municipal. 



Com autoria do executivo municipal, foram aprovados os projeto de lei nº 206, 207 e  208/2020, que extinguem a Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor e Ouvidoria (Semdec); a Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel); e a Secretaria Municipal de Parcerias e Projetos Estratégicos (Semppe), respectivamente. Após a discussão e votação com aprovação, a matéria segue para a sanção do prefeito Arthur Neto.

O vereador Chico Preto (DC) questionou a extinção da secretaria de Juventude, Esporte e Lazer. “Nós sabemos que vários bairros da cidade estão à mercê do crime organizado e tráfico de drogas. Ainda que seja um momento difícil, a vontade de debater e encontrar caminhos sempre é recomendada. A prefeitura mandou esse projeto para cá ontem, e hoje já estamos aprovando”, lembrou.

“Não pode ser apenas para corte de gastos. Se fosse para cortar gastos, corta os custos de publicidade e propaganda. Não precisava extinguir uma secretaria. Isso não é bom. Eu sei que a maioria vai imprimir o ritmo que a prefeitura quer. Estamos dando um recado muito ruim pra cidade. Eu, desse enterro, não vou participar”, criticou.

O também tucano vereador Raulzinho lembrou a obra do complexo viário entregue ontem pela Prefeitura e disse que a medida tomada hoje é a mais acertada. “Eu tenho certeza que até dezembro, o esporte não vai parar e o próximo gestor pode vir a reativar com segurança financeira a secretaria de esportes”. defendeu. 

A sessão virtual da casa, transmitida através da TV e de mídias digitais, foi encerrada apenas meia-hora após a abertura, para que as comissões se reunissem. O vereador Joelson Silva (Patriota), presidente da casa, não realizou o pequeno expediente e liberou os deputados para as reuniões de comissão. 

Após algumas horas sessão retornou e teve todos os projetos aprovados.

Além das extinções, foi à sanção do prefeito a transferência da Unidade Gestora de Compras Municipais (UGCM) para a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad).

A câmara aprovou também o projeto de lei que prorroga o prazo de vigência da Comissão Especial de Licitação de Obras e Serviços de Engenharia no município de Manaus por mais seis meses, a partir do sábado (4).

Maria Luiza Dacio
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.