Domingo, 21 de Julho de 2019
VOTO CONTRÁRIO

Único do AM a votar contra, Zé Ricardo critica aprovação do texto-base da reforma

Para o parlamentar, projeto não é vantajoso para a população. Todos os outros sete deputados da bancada amazonense na Câmara votaram favoráveis à reforma da Previdência



show_zeric_4E0FE15C-C550-4634-BB6C-42FBFB60825A.jpg Foto: Reprodução/Internet
10/07/2019 às 21:11

O deputado federal José Ricardo (PT) foi o único integrante da bancada amazonense na Câmara dos Deputados a votar contra o texto principal da reforma da Previdência, na noite desta quarta-feira (10). Aprovado em primeiro turno por 379 votos a favor e 131 contra, o texto-base, com proposta de emenda à Constituição (PEC), que altera as regras de aposentadoria, foi apoiado pelos outros sete parlamentares que representam o Amazonas.

“Esse projeto aprovado hoje está totalmente errado porque ele não amplia nenhum tipo de benefício para os trabalhadores. O governo alega que era necessário aprovar a reforma porque precisa arrecadar R$ 1 trilhão, só que o próprio governo não admite que existem outras maneiras de arrecadar esse montante, uma delas, melhorar a economia, para assim melhorar a arrecadação”, disse o parlamentar.

José Ricardo criticou, ainda, o uso do que ele classificou como ‘compra de votos’ por parte do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para poder conseguir votos favoráveis à proposta.

“O governo não tinha maioria, então ele teve que se utilizar do instrumento imoral que é a compra de votos, já que o Bolsonaro prometeu a liberação de verbas para os deputados que votassem a favor. Ele (Bolsonaro) enganou a todos usando fake news para se eleger e agora ao dizer que a nova reforma melhoraria a vida de todos, o que não é verdade”, apontou.

Na contramão do voto de José Ricardo, o deputado Delegado Pablo (PSL) comemorou a aprovação do texto-base e divulgou nas suas redes sociais um vídeo com o momento em que realizou a sua escolha pelo voto favorável. Mais tarde, em um Story no seu Instagram, o deputado exclamou: “Missão cumprida”.

“Acredito que essa reforma é capaz de mudar a vida dos brasileiros, de trazer mais empregos, melhorar a saúde fiscal do nosso país e, principalmente, de permitir que as gerações futuras tenham a capacidade de se aposentar. Pelo Brasil, pela Previdência e pelo nosso presidente Bolsonaro”, comemorou o deputado, que é integrante da base do governo.

De forma semelhante, Bosco Saraiva (Solidariedade) postou vídeos nas suas redes sociais do momento em que votou de forma favorável à reforma e, em seguida, mostrando o momento em que o resultado foi anunciado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Os demais deputados do Amazonas a votar a favor da proposta foram Marcelo Ramos (PSL), Átila Lins (PP), Capitão Alberto Neto (PRB), Silas Câmara (PRB) e Sidney Leite (PSD).

A reforma da Previdência precisava de 308 votos, o equivalente a três quintos dos deputados, para ser aprovada em primeiro turno. Se aprovado em segundo turno, o texto segue para análise do Senado, onde também deve ser apreciado em dois turnos e depende da aprovação de, pelo menos, 49 senadores.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News pedro01 9f97d6e2 e058 4e63 8ce7 e934cf255a3d
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.