Domingo, 19 de Maio de 2019
Manaus

Universitário denuncia PMs por agressão e tentativa de extorsão, na barreira da Zona Norte

Segundo a vítima, a confusão aconteceu há uma semana, quando ele foi parado durante uma fiscalização no posto que dá acesso às rodovias AM-010 e BR-174. Ele afirma que foi agredido e torturado pelo policiais



1.jpg
De acordo com a vítima, ele foi levado para uma sala reservada, onde foi agredido e torturado por PM
13/01/2016 às 10:46

Um universitário de 23 anos denuncia ter sido agredido e torturado por policiais militares durante fiscalização no Posto Policial, localizado na barreira, que dá acesso à AM 010 e BR 174, na Zona Norte.

A confusão aconteceu na semana passada, quando os policiais que atuavam na fiscalização, aplicaram duas multas no veículo que ele dirigia, uma  Strada de cabine dupla.  Segundo o universitário, também estavam no carro a namorada, no banco da frente, e a mãe dele, no banco de trás, com alguns bagagens como sacolas com roupas e objetos pessoais.

“Na carroceria tinham algumas mercadorias como arroz, feijão e farinha, mas dentro da normalidade. No entanto, os policiais alegaram que havia excesso de peso, porque a minha mãe estava com as sacolas dentro do carro”, afirmou ele.

Ainda segundo o universitário, após ter sido mandado descer do veículo, ele foi agredido por um dos policiais.

“Eu desci do carro e pedi para eles explicarem o porquê da multa se lá não tem balança. Aí eles me chamaram para ‘conversar que seria melhor’. Acabei ficando nervoso e alterado e foi nesse momento um soldado me pegou por trás e me jogou no chão”, disse ele, afirmando que a todo momento os policiais tentavam induzi-lo a oferecer dinheiro em troca da liberação deles.

“A partir daí a situação piorou porque eles me levaram para uma salinha, lá mesmo na barreira, e a sessão de tortura começou. O soldado me enforcou quatro vezes, me algemou e me levou para a delegacia. Fiquei em estado de choque, porque nunca tinha passado por isso, ainda mais na frente da minha família”, contou o rapaz.

Constrangimento

O delegado da Polícia Civil, Mauro Araújo, afirmou que passou pelo mesmo constrangimento, em dezembro no ano passado. Na ocasião, ele, a esposa, e os  filhos estavam seguindo para estrada quando foram parados na fiscalização.

 “O policial olhou para os passageiros e disse que todos estavam sem cinto de segurança, mas eles estavam com os cintos. Me chamara para uma salinha para “conversar”, mas me identifiquei como delegado. Também fiquei constrangido com essa situação”, afirmou.

Ambos os casos foram registrados no 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no Santa Etelvina, na Zona Norte. As vítimas também levaram as denúncias à Corregedoria-Geral da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Comando da  defende postura

O comandante do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (Batran), major Carliomar Brandão, disse que soube das duas situações, e defendeu a postura dos policiais, como autoridades de trânsito. No caso do universitário, ele informou que a vítima só foi detida por ter tentado agredir um dos policiais e que por isso, ele foi conduzido à delegacia.

Sobre as multas aplicadas ao motorista, Brandão informou que as irregularidades foram constatadas pelos policiais durante a fiscalização e que eles estão aptos a notificar motoristas, quando for necessário. “O problema é que o infrator acha que nunca está errado e não aceitam a autuação”, completou.

Quanto ao caso do delegado,  comandante destacou que “ninguém está acima da lei”. “Mas se estão denunciando os policiais, temos que ouví-los também”, ressaltou.

Ainda conforme Carliomar Brandão, como o Batran possui uma convênio com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), todos os policiais lotados no Batalhão são autorizados  a aplicar multas.

Saiba mais

PMs identificados - Os  denunciados pelo universitário foram identificados como cabo A. Freitas e Accyoli Gonçalves, conforme consta no auto de infração e boletim de ocorrência.

Caso do delegado - No caso do delegado, os envolvidos são o sargento Falcão Santos e soldado Moura, também conforme o auto de infração e B.O.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.