Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Manaus

Universitários participam de manifestação na Nilton Lins após assalto

Cerca de 2 mil alunos participaram de um protesto na Universidade Nilton Lins em Manaus. O protesto ocorreu em frente a sala da reitoria da Nilton Lins



1.jpg Cerca de 2 mil alunos participaram de um protesto na Universidade Nilton Lins em Manaus
30/04/2013 às 22:19

Cerca de 2 mil alunos da Universidade Nilton Lins – localizada no Parque das Laranjeiras, Zona Centro Sul de Manaus –, realizaram uma manifestação na noite desta terça-feira (30), em frente a reitoria da instituição. Exaltados, os estudantes do bloco que abriga os cursos de saúde e administração reivindicavam esclarecimentos sobre a segurança na instituição.

Segundo o pró-reitor de graduação, professor Vitângelo Plantamura, antes do protesto, uma comissão composta por alunos de vários cursos chegou a se reunir com a reitoria para conversa sobre as reivindicações. “Reunimos com uma comissão e pedimos que eles conversassem com as turmas para que todas as reivindicações fossem elencadas, para que não houvesse esse tipo de confusão”, afirmou.

Durante a manifestação, o vidro de uma janela da sala da reitoria foi quebrado por um estudante não identificado. Uma viatura do Ronda nos Bairros chegou logo, por conta da confusão que se formou. Momentos depois, sob gritos de “chegaram tarde”, homens da Força Especial de Repressão e Assalto (FERA) da Polícia Civil do Amazonas também chegaram até o pátio da universidade.

De acordo com um aluno de enfermagem, que não quis se identificar, a manifestação que começou por volta das 18h, aconteceu por conta da falta de segurança. “As catracas não funcionam e nós sofremos constantes assaltos tanto no estacionamento, quanto no pátio”, desabafou o acadêmico.

A pró-reitoria informou que o assalto ao Departamento Financeiro foi um  caso isolado e que por medida de segurança pagamentos podem ser efetuados fora da instituição. “Apenas uma minoria ainda utiliza o setor financeiro para pagamentos. Tanto que o valor roubado foi baixo (R$ 5 mil)”. Disse Plantamura.

Sobre as catracas o pró-reitor disse que um novo sistema já está em vias de ser instalado, mas ainda não foi entregue pelo fornecedor. “Encomendamos o novo equipamento em março, só que ele ainda não chegou. Infelizmente, o prazo para entrega e instalação que o fornecedor nos deu foi de 60 a 90 dias. Não pode ser de uma hora para a outra”.

Assalto

A manifestação dos alunos se deu após assalto do qual foi alvo o setor financeiro da universidade, na noite de segunda-feira (29). Três homens armados invadiram o local e levaram R$ 5 mil em dinheiro, segundo declarou a vice-reitora, Carla Pedrosa, após o assalto.

Os representantes das turmas devem se reunir com a direção da universidade, nesta quarta-feira (1º), para tratar sobre outros temas, além da segurança.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.