Publicidade
Manaus
Transporte

Usuários reclamam da demora e redução de ônibus em terminal na Zona Leste

No Terminal de Integração 4, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, ao menos 40 ônibus estavam parados por volta das 15h 02/10/2016 às 15:43 - Atualizado em 02/10/2016 às 16:42
Luana Carvalho Manaus (AM)

Apesar de a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) ter afirmado que toda a frota útil de ônibus está circulando normalmente neste domingo de eleição, usuários reclamam da demora e redução dos carros. No Terminal de Integração 4, no bairro Jorge Teixeira, Zona Leste, ao menos 40 ônibus estavam parados por volta das 15h.

De acordo com a vendedora ambulante Florinda Pinheiro, 60, a diminuição da frota foi evidente. "O terminal passou o dia lotado, e não só naqueles horários de pico. Eles disseram que todos os ônibus estão nas ruas mas não é verdade. Basta olhar o tanto de carro parado", relatou.

Durante coletiva de imprensa realizada na tarde deste domingo no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o superintendente da SMTU, Tiago Balbi, informou que 1.356 ônibus estariam circulando. No entanto, não é o que apontam os usuários.

"Estou esperando o ônibus há uma hora e meia. Isto não é normal", contou o marceneiro Ney Golçalves. O eleitor mora no bairro Nova Cidade, Zona Norte, e vota no São José, na Zona Leste. "Ao todo, perdi mais de três horas do dia só esperando ônibus pra ir votar".

A dona de casa Marlucia Santos, 43, disse que esperou o ônibus por quase duas horas. "A gente sabe que dia de domingo demora um pouco, mas hoje está demorando muito mais. Se é nosso direito de usar o transporte gratuito para votar, eles deveriam respeitar isso".

O superintendente da SMTU, Tiago Balbi, explicou que o problema foi causado na troca do turno dos funcionários. "Houve uma troca de turno no horário do almoço e muitos cobradores não retornaram para seus postos. Com isso, os ônibus ficaram parados no T4 e influenciou diretamente nos outros terminais".

De acordo com ele, a pasta autorizou que as 14 linhas de  ônibus  que operam no terminal circulassem sem cobradores, uma vez que as viagens são gratuitas até as 19h.  Às 15h30, segundo Balbi, a situação estava normalizada.

Previsão

Este ano, a previsão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) é que o número de passageiros utilizando o transporte coletivo gratuito diminua em relação ao primeiro turno da eleição de 2014, onde 1,2 milhão de pessoas utilizaram o serviço.

Publicidade
Publicidade