Publicidade
Manaus
"Gripe suína"

Vacina contra o vírus H1N1 estará disponível no sistema público no final do mês de abril

Os lotes com a vacina contra a gripe H1N1 estarão disponíveis na rede particular ainda esta semana 06/04/2016 às 10:35 - Atualizado em 06/04/2016 às 14:19
Show vacina
Vacina chega na sexta-feira, 8, e será vendida na próxima semana
Náferson Cruz Manaus (AM)

O surgimento de novos casos de óbitos decorrentes do vírus H1N1 ou “gripe suína”, principalmente na região Sudeste do País, têm chamado a atenção dos médicos e tende a provocar uma “corrida” às clínicas de vacinação. Em Manaus, a previsão é que os lotes com a vacina cheguem à rede privada nos próximos dias. O prazo é maior no caso dos postos de saúde. Fim do mês que vem, quando está previsto o início da campanha nacional.

Em contato com a Imunizar Clinica de Vacinas, situada na avenida Djalma Batista, Zona Centro-Sul, A CRÍTICA recebeu a informação de que até a próxima semana, a vacina estará disponível, mediante ao agendamento.

O valor de quanto irá custar a vacina não foi informado pela clínica, mas se baseado no mercado de São Paulo, onde há indícios do início de um suposto surto da doença, o medicamento é comercializado a R$ 100.

A reportagem, também entrou em contato com a Vacinar Centro de Vacinação, no bairro Nossa Senhora das Graças, que informou que até esta sexta-feira, 8, está recebendo o lote, para comercializá-los na semana que vem. Para receber a vacina, o paciente também terá que desembolsar uma quantia em dinheiro e agendar uma data.

O vírus H1N1 matou 46 pessoas no País este ano, mais do que no ano passado inteiro, quando foram registradas 36 mortes pela infecção.

Diferença

Especialista no assunto, o infectologista Renato Kfouri, da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), explica que há duas versões diferentes da vacina: a “trivalente”, que imuniza contra três tipos de vírus, e a “quadrivalente/tetravalente”, que imuniza contra quatro tipos de vírus. Ele ressalta que em ambos os casos está inclusa a imunização contra o H1N1, que é um vírus influenza do tipo A. No entanto, a vacina quadrivalente, além de imunizar contra os três vírus da trivalente, também protege contra um vírus influenza do tipo B.

Na rede pública, apenas a vacina trivalente estará disponível. Em algumas clínicas particulares será possível encontrar as duas opções, porém outras receberão a quadrivalente apenas a partir da próxima semana. Questionado se após o paciente receber a vacina ele estará imunizado, Kfouri disse que não, a imunização não é imediata. “Depois de tomar qualquer uma das duas vacinas, a pessoa só estará protegida contra a gripe após um período de 3 a 4 semanas, que é o tempo necessário para a produção de anticorpos contra a doença”, explicou.

Na rede pública de saúde, dia 30

Começa no próximo dia 30 a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe). A vacina será oferecida nas unidades de saúde do município para crianças com até cinco anos incompletos, idosos a partir dos 65 anos, grávidas, profissionais da saúde, presidiários e mulheres período puerperal (até 45 dias após o parto), além de pessoas com comorbidades graves. O dia 30 de abril será o “Dia D”, mas a vacina estará á disposição até 20 de maio. A definição do público a ser imunizado foi definido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), baseado em estudos epidemiológicos que demonstram maior vulnerabilidade.

Publicidade
Publicidade