Publicidade
Manaus
Campanha de multivacinação

Campanha de Multivacinação segue até o dia 30 de setembro em Manaus

No fim de semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) promoveu o Dia “D” da Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação, em Manaus 26/09/2016 às 05:00
Show vacina
No último sábado foi realizado o ‘Dia D’ da Campanha Nacional de Multivacinação, que segue até o final deste mês (Foto: Evandro Seixas)
Silane Souza Manaus (AM)

Até o próximo dia 30, a população não vacinada ou com esquemas incompletos, tanto na infância como na adolescência, poderá procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) para se vacinar. O objetivo é melhorar as coberturas vacinais e assim manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis, aquelas que podem ser prevenidas com a vacinação. A estratégia faz parte da Campanha Nacional de Multivacinação, que começou no último dia 19 em todo o País. 

No fim de semana, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) promoveu o Dia “D” da Campanha Nacional de Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação, em Manaus. Ao todo, 182 Unidades Básicas de Saúde com sala de vacinação estiveram abertas de 8h às 17h, com 4,5 mil profissionais em ação. O evento, realizado no sábado, contou com programação especial na UBS Theodomiro Garrido, na rua São José, bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul.

A aposentada Doralice Campos Castros, 66, aproveitou o Dia “D” para levar os três netos para tomar vacina. Letícia Castro, 9, tomou uma dose contra a febre amarela, Nicolas Castro, 11, tomou vacina contra febre amarela e tríplice viral, e Anna Beatriz Castro, 15, também foi vacinada contra febre amarela, tríplice viral e ainda contra o vírus HPV. “A mãe deles está viajando a trabalho. Fiquei responsável por trazer os três para serem vacinados e garantir um futuro sem doenças gravíssimas”, contou. 

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, em torno de 400 mil doses de vacinas foram disponibilizadas para Manaus. Ele ressaltou a importância da vacinação na vida das pessoas. “Essas doenças são imunopreveníveis. Então, é preciso que os pais e responsáveis estejam atentos ao calendário anual de vacinação e que não deixem de cumprir o esquema total das doses porque a falta de uma dose pode comprometer a imunização”, pontuou.

Mais de 14 vacinas
Crianças menores de cinco anos e  adolescentes de 9 a 15 anos são o público-alvo prioritário da campanha,  que oferta 14 vacinas, incluindo contra o vírus HPV. Também é oferecida imunização contra Influenza para os grupos prioritários – gestantes, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, puérperas (até 45 dias após o  parto), idosos, portadores de comorbidades e professores. 
 

Publicidade
Publicidade