Publicidade
Manaus
ECONOMIA

Valor da cesta básica aumenta em Manaus; banana teve maior alta, aponta Dieese

Preço da cesta ficou em R$ 360,65 no mês de abril, deixando a capital em 14º no ranking do País. Sete produtos apresentaram alta e quatro tiveram queda nos valores 09/05/2018 às 15:08 - Atualizado em 09/05/2018 às 15:09
Show banana
Foto: Arquivo/AC
acritica.com Manaus (AM)

O valor da cesta básica em Manaus aumentou 0,66% em abril em comparação ao mês de março, apontou o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O valor total ficou em R$ 360,65, deixando a capital em 14º lugar no ranking de cestas. A banana e o café foram os produtos que apresentaram maior alta.

A variação é avaliada pelo departamento levando em conta 12 produtos. No mês anterior o conjunto de itens alimentícios essenciais custava R$ 358,28. Em abril de 2017 a cesta básica custou R$ 373,98.

Sete produtos apresentaram alta, quatro tiveram queda e um ficou estável no mês analisado, influenciando o custo total da mesma que ficou 0,66% mais cara no mês.

A banana (12,90%) foi o produto que apresentou maior alta no mês seguido do café (3,02%), do leite (2,56%), do açúcar (1,41%) da farinha de mandioca (0,66%), da carne (0,16%) e do pão (0,12%). O tomate (-4,17%) foi o produto que apresentou maior queda no mês seguido do feijão (-3,39%), do arroz (-1,75%) e da manteiga (-1,43%). O óleo de soja se manteve estável no mês abril.

Salários

Quando se compara o custo da cesta e o salário mínimo líquido, ou seja, após o desconto referente à Previdência Social, verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em abril de 2018, menos da metade dos vencimentos 41,09 % para adquirir os mesmos produtos que, em março de 2018, demandavam 40,82%. 3

Em abril de 2018, o tempo de trabalho necessário para adquirir os produtos da cesta básica em Manaus foi de 83 horas 10 minutos, ligeiramente maior do que a jornada calculada para março de 2018, de 82 horas 37 minutos.

Publicidade
Publicidade