Publicidade
Manaus
POLÍTICA

'Vamos reconstruir aquilo que foi destruído', diz Amazonino Mendes após ser diplomado

Amazonino foi diplomado governador pelo presidente do TRE-AM, desembargador Yêdo Simões, na tarde desta segunda-feira (2) 02/10/2017 às 18:24 - Atualizado em 02/10/2017 às 23:43
Show amazonino 444
(Foto: Antônio Lima)
Camila Pereira Manaus (AM)

"Vamos reconstruir aquilo que foi destruído". A declaração é do governador eleito Amazonino Mendes, minutos após ser diplomado pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), desembargador Yêdo Simões.  Para ele, o Amazonas enfrenta "a maior desorganização de todos os tempos". 

Quebrando o protocolo previsto, já que inicialmente ele não discursaria na cerimônia, Amazonino Mendes afirmou que, olhando por dentro da máquina administrativa, o cenário do Estado é terrível. "Parece que estamos em meio a uma guerra, só há destroços", afirmou ele.

"Estamos diante de um grande desafio: enfrentar a crise do Brasil e a maior desorganização de governo do Amazonas de todos os tempos. Precisamos retirar o Estado desse caminho que nos aproxima do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul", afirmou Amazonino, citando estados onde há atraso no pagamento do funcionalismo público. 

Apesar do "cenário de guerra" relatado por ele, Amazonino mostrou otimismo. Ele destacou que é possível "reerguer a capacidade de prestar serviço ao nosso povo". Usando discursos de sua campanha, como o lema de "arrumar a casa" e que "o amor constrói", ele disse que é possível voltar "a ser aquele Amazonas de Antes". 

O governador eleito disse, também, que tem desejo  de fazer um bom governo e colocar esta gestão, "apesar do tempo curto e dos recursos abaixo do ideal“, ficar em bom lugar na história.

Publicidade
Publicidade