Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019
Manaus

Vanessa Grazziotin pede cassação de prefeito eleito de Manaus Artur Neto

Senadora comunista disputou a Prefeitura de Manaus com o tucano Artur Neto e pediu da Justiça Eleitoral sua cassação por meio de duas ações de investigação judicial eleitoral



1.jpg Artur Neto, ao lado da irmã do vice, Hissa Abraão, que saiu da cerimônia por ter tido o nome ‘esquecido’ na composição da mesa
19/12/2012 às 09:40

O prefeito eleito Artur Neto (PSDB) foi diplomado, nesta terça-feira (18) à noite, pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), poucas horas depois de a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) pedir a cassação dele por meio de duas ações de investigação judicial eleitoral.

Vanessa disputou a Prefeitura de Manaus, em 2012, com Artur. Os pedidos que acusam Artur de captação ilícita de sufrágio (compra de votos) foram protocolizados na 65ª zona eleitoral que tem como titular o juiz do pleito, Abraham Peixoto Campos.



O juiz Abraham Peixoto Campos afirmou que, apesar de deixar a função de juiz do pleito com a diplomação dos eleitos, será ele quem vai julgar os dois pedidos de cassação de Artur Neto movido pela senadora Vanessa Grazziotin.

O magistrado declarou que os processos foram apresentados cerca de 15 minutos antes de ele sair do TRE-AM para ir ao evento de diplomação dos eleitos. "Não deu tempo de ver o teor. Um deles cita o fato do prefeito eleito ter pedido, na campanha, que os eleitores enviassem o currículo desde aquele momento para o e-mail dele".

Em um dos processos, segundo o juiz, há um pedido liminar (decisão rápida e temporária, que, em geral, é analisada antes do mérito).

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa)


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.