Publicidade
Manaus
DECISÃO

Justiça Eleitoral dá direitos de resposta a Vanessa em inserções de Plínio Valério

Juiz entendeu que afirmação do candidato do PSDB, de que a senadora busca a reeleição para se livrar da justiça, foi feita para denegrir a imagem da candidata, que não responde a processos 30/09/2018 às 15:26 - Atualizado em 30/09/2018 às 18:20
Show whatsapp image 2018 09 10 at 20.55.39 e45740a5 c7b3 47a3 89c2 9dc2070a6a2b
acritica.com Manaus

O juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Ricardo Augusto de Salles, concedeu neste domingo (30) direito de reposta à senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) por conta de afirmações do candidato Plínio Valério (PSDB).

O magistrado considerou que o tucano fez afirmação inverídica ao tentar induzir o eleitor de que a candidata responde a processo e que pretende se eleger para fugir da Justiça.

“O candidato Plínio Valério mentiu ao dizer que a senadora Vanessa queria ficar no Senado para se proteger de processos. Ela não responde a nenhum processo criminal em nenhuma instância”, disse o advogado da senadora, Yuri Evanovich.

Segundo ele, não havendo nenhum processo contra ela, a propaganda é caluniosa, “inclusive abrindo a possibilidade de processo por danos morais contra o vereador”.

De acordo com a assessoria de imprensa de Vanessa Grazziotin, o direito de resposta será veiculado nos programas eleitorais de segunda (1º) e quarta (3), os dois últimos, além do mesmo número de inserções comerciais nas quais o candidato fez as alegações.

O corpo jurídico de Plínio Valério, no entanto, afirma que os direitos de resposta serão veiculados somente nas inserções assinaladas por Vanessa na representação, que dizem respeito ao dia 24 de setembro e totalizam 90 segundos. A advogada do candidato, Maria Benigno, afirmou que um recurso deve ser ingressado no TRE ainda na noite de hoje para tentar reverter a decisão. 

Publicidade
Publicidade