Publicidade
Manaus
Manaus

Veia empreendedora: executivas da gastronomia se destacam na gestão de restaurantes

Na semana do Dia Internacional da Mulher, proprietárias de buffets e restaurantes contam que há habilidades mais importantes do que saber cozinhar para o negócio dar certo 02/03/2013 às 12:04
Show 1
Presente em todas as rotinas do estabelecimento, Janete também entra na cozinha e testa novos molhos para inserir no cardápio
Priscila Mesquita Manaus

A máxima machista “lugar de mulher é na cozinha” ainda é capaz de provocar a fúria do público feminino, que assume funções cada vez mais decisivas no mercado de trabalho, na política e nos negócios. Apesar disso, a polêmica frase faz sentido no setor de restaurantes baré, onde um grupo de empresárias se destaca pela gestão habilidosa, pela veia empreendedora e, claro, pela afinidade com a gastronomia.

Nesse time estão Helena Brito, proprietária do Village e com 31 anos de experiência no ramo; Selma Reis, conhecida pelo seu buffet Empório dos Reis e pelo restaurante Zefinha Bistrô; e Janete Fernandes, proprietária do Palazzolo e atual presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Amazonas (Abrasel-AM).

Psicologia do paladar

A psicóloga Janete Fernandes ingressou no setor de alimentação em 1980, para ajudar sua irmã a administrar um bar. À frente do Palazzolo desde 1988, a empresária é uma referência nos segmentos de massas, culinária regional e nacional.

A experiência adquirida por Janete nas últimas décadas trouxe a confiança necessária para que ela decidisse inaugurar um segundo restaurante neste mês de março. A empresária terá mais um Palazzolo na rua Maceió, no Adrianópolis, no mesmo local onde antes funcionava o restaurante D’guste, que ela adquiriu recentemente.

“Vi que estava na hora de crescer. O D’guste vai receber um novo nome, que será Palazzolo, mas com um acréscimo na marca, e continuará sendo self-service”, adianta.

Além de administrar o dia a dia do estabelecimento, Janete não abre mão de estar na cozinha sempre que pode. Ela coloca a mão na massa para testar novos molhos e é a responsável pelo desenvolvimento de novos itens para o cardápio.

Determinação

Selma Reis é outro exemplo da versatilidade feminina. Há 18 anos, a economista se viu em um momento financeiro complicado e começou a preparar, durante as noites, encomendas de tortas e massas para amigos e família. A atividade deu certo. Selma largou o emprego na área de finanças e resolveu trabalhar só com buffet.

Há seis anos abriu o Empório dos Reis, no Vieiralves, para receber a clientela de eventos e também comercializar alimentos especiais. O empreendimento adquiriu, aos poucos, o formato de um pequeno restaurante para atender o público que queria degustar os quitutes ali mesmo, na hora.

No início deste ano, a empresária cedeu aos apelos dos clientes e inaugurou o restaurante Zefinha Bistrô. “Sou apaixonada por trabalho, workaholic assumida. Quem abre e fecha o restaurante sou eu”, diz.

Publicidade
Publicidade