Publicidade
Manaus
DICAS

Veja dicas para economizar gás de cozinha e driblar o desperdício com a alta do preço

Saiba o que fazer em casa para reduzir o uso e prolongar um botijão de gás em casa. Em Manaus, preço médio é de R$ 73 03/09/2018 às 07:41
Show fog s copy 139f987a 1683 45e0 bcf2 bdd2a90d3e70
Foto: Reprodução
acritica.com Manaus (AM)

Com a alta no preço do gás de cozinha, que hoje tem preço médio de R$ 73 em Manaus, o consumidor tem tido a necessidade de se adaptar tanto no orçamento doméstico, quando no uso consciente do produto, para evitar desperdício e dar mais tempo de vida útil do gás. O A Crítica preparou uma lista de cuidados simples que o consumidor pode ter em casa para driblar o aumento de gás:

- Na hora de preparar alimentos escolha sempre a panela de acordo com o tamanho da boca do fogão. Se o recipiente for grande demais, o tempo de cozimento aumentará. Se for muito pequeno, parte da chama ficará para fora, desperdiçando o potencial do fogo.

- Verifique a cor da chama. Se em vez de azul ela estiver amarelada, é indício de que o queimador não está bem regulado e pode estar liberando mais gás do que o necessário.

- Para cozinhar legumes mais duros, corte-os em cubos e não exagere na quantidade de água. Se a receita permitir, tampe a panela para acelerar o cozimento. Quando possível, também use panela de pressão.

- O preparo de pratos como macarrão, por exemplo, permite que o cozimento seja feito com o fogo desligado ao usar a tampa. Para isso, basta deixar a água ferver, adicionar a massa, desligar o fogo e tampar.

- Abrir e fechar a porta do forno muitas vezes é a receita para o desperdício de gás. Tente observar os alimentos utilizando a luz interna e, sempre que possível, asse mais de um alimento ao mesmo tempo.

- Janelas abertas na cozinha permitem que correntes de ar diminuam a potência das chamas e, assim, aumentam o tempo necessário de cozimento. Por isso, na hora de cozinhar, feche portas e janelas.

-Limpe bem as bocas do fogão para aumentar sua eficiência. Também examine com frequência se a mangueira de gás está bem encaixada e dentro do prazo de validade, para evitar desperdício e acidentes.

Acidentes podem ser evitados

A maior parte dos acidentes envolvendo gás de cozinha poderiam ser evitados caso as regras de seguranças fossem seguidas. Por isso é importante que o consumidor, ao perceber o cheiro de gás de cozinha, não ligue ou desligue qualquer aparelho elétrico; desligue a chave de energia elétrica da residência; abra portas e janelas para que o gás seja dispersado e nunca use ventilador para arejar essa área, isso pode iniciar uma faísca e causar um incêndio.

Caso o cheiro continue, leve o vasilhame para fora e jogue água, ou então coloque em cima dele um pano molhado, isso vai diminuir a temperatura e amenizar o risco de explosão.

Se o botijão estiver fazendo barulho ou houver uma nuvem visível de gás, nesses casos acione o Corpo de Bombeiros, mas isso não esteja acontecendo, provavelmente o vazamento é menor e nessa situação, ligue para a revenda onde comprou o gás e peça ajuda.

Para evitar vazamento, o consumidor deve tomar cuidados na hora da instalação e compra da botija. A mangueira, por exemplo, deve ser apropriada para gás de cozinha, ela possui uma descrição indicando que foi feita para essa finalidade e deve estar dentro do prazo de validade de cinco anos a partir da data de fabricação.

Na hora da instalação, é importante que a mangueira não passe por trás do fogão, já que ela pode dilatar e provocar vazamento. O registro precisa ser de boa qualidade, para uso doméstico.

Já a braçadeira que faz a conexão da mangueira com o registro deve ser metálica e o botijão deve ser comprado em local legalizado, e dentro do prazo de validade. Ele dura por 15 anos após ser fabricado. Após esse período, precisa passar por nova perícia para que seu uso seja renovado por mais 10 anos.

Publicidade
Publicidade