Terça-feira, 20 de Outubro de 2020
SANGRIA

Ex-secretário entre os presos pela Polícia Federal em Manaus

Ex-secretário de Saúde, Rodriogo Tobias, que deixou o cargo em meio à pandemia do coronavírus, foi um dos alvos de mandado de prisão. Confira os nomes



tobiasa_D128F42B-D075-4EC6-97C1-EDCC115AD2D0.jpg
08/10/2020 às 10:04

A segunda fase da operação Sangria, deflagrada na manhã desta quinta-feira em Manaus pela Polícia Federal e outros órgãos de controle da esfera federal, cumpriu mandados de prisão contra cinco pessoas.

Rodrigo Tobias, ex-secretário de Saúde, Dayana Mejia, ex-secretária-executiva de Saúde, o empresário Gutemberg Alencar, o médico e empresário Luiz Carlos Avelino Júnior e Ronald Gonçalo Caldas dos Santos foram os presos na ação. Os mandados de prisão foram emitidos pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).



Além disso, A CRÍTICA apurou que o vice-governador Carlos Almeida e a ex-secretária de Comunicação, Daniela Assayag, esposa de Luiz Carlos Avelino Jr., foram alvos de mandados de busca e apreensão. Tanto a casa quanto o gabinete de Carlos Almeida foram visitados pela Polícia Federal e pela Controladoria Geral da União nesta manhã, em busca de documentos e outros materiais.

A operação Sangria investiga a suspeita de superfaturamento na compra de respiradores hospitalares durante o início do combate à pandemia do coronavírus no Amazonas. A primeira fase da operação aconteceu no dia 30 de junho e teve a prisão temporária da então secretária de Saúde Simone Papaiz e de outros secretários executivos da pasta. 

Em nota, a defesa de Luiz Carlos Avelino Júnior afirma que ainda não teve acesso a íntegra da decisão, e ressalta que não vê razão para a prisão temporária. Confira na íntegra:

"A defesa não teve acesso a íntegra da medida cautelar, entretanto, ressalta que não ve razão apra a prisão temporária, uma vez que seu cliente sempre esteve à disposição das autoridades para prestar esclarecimentos, tendo formalizado requerimento, nesse sentido, à autoridade policial há mais de três  meses. Na data de hoje, por ocasião da sua oitiva, Luiza Carlos Avelino Júnior colocou espontaneamente a disposição da autoridade policial seu sigilo fiscar e bancário, de modo a colaborar com a investigação e esclarecer os fatos", finaliza a nota, que é assinada pela advogada Carla Luz Abreu.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.