Publicidade
Manaus
Manaus

Velocidade máxima na 'faixa azul' da avenida Constantino Nery será reduzida para 50 km/h

A mudança começará a ser implementada neste sábado (14), quando o Manaustrans dará início à instalação da nova sinalização por toda a via 12/03/2015 às 14:45
Show 1
O urologista João Leandro de Oliveira foi atropelado enquanto tentava atravessar a avenida, fora da faixa de pedestre
Lívia Anselmo Manaus (AM)

O diretor-presidente do Instituto de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Paulo Henrique Martins, anunciou nesta quinta-feira (12) que a velocidade máxima permitida na "faixa azul" do sistema BRS, instalado na avenida Constantino Nery, será de 50 km/h. Conforme adiantou o Jornal A CRÍTICA na edição desta quinta, a decisão foi tomada após um estudo realizado pelos técnicos do Instituto para garantir mais segurança viária. 

A partir de sábado (14), a sinalização será implantada e só após a mudança ser realizada em toda a extensão da via a fiscalização terá início pelo próprio Manaustrans. Segundo Paulo Henrique, a fiscalização será realizada com a ajuda de radares.  

A medida devei garantir mais segurança viária e não vai prejudicar a capacidade de deslocamento do transporte coletivo. “É fundamental que os condutores respeitem não só a velocidade regulamentada. Para promover a segurança viária é importante o respeito às leis de trânsito por parte de condutores e pedestres”, ressaltou Paulo Henrique.

Até agora, a mudança irá valer somente para a "faixa azul" da Constantino Nery. A faixa da avenida Mário Ypiranga, que começa a funcionar em abril, vai permanecer com a velocidade média permitida de 60 km/h.

Histórico perigoso

Desde que o sistema começou a funcionar, a velocidade permitida na faixa é de 60 km/h. No entanto, em menos de um mês, foram registrados quatro atropelamentos, segundo registros de A CRÍTICA.

Um desses acidentes vitimou o médico urologista João Leandro de Oliveira, de 69 anos, que tentava atravessar a avenida quando foi atropelado por um táxi. A segunda vítima fatal foi Orivaldo Trindade de Oliveira, 59, que morreu no último sábado (7), atropelado por um ônibus.

Publicidade
Publicidade