Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Morreu aos 88 anos

Velório do presidente da Rede Amazônica, Phelippe Daou, será no Studio 5

A família aguarda o posicionamento do hospital Sírio Libanês, onde o jornalista estava internado, quanto ao translado do corpo para definir o horário



phelippe033.jpg Phelippe Daou faleceu na tarde desta quarta-feira (14) em São Paulo, aos 87 anos (Foto: Márcio Silva)
14/12/2016 às 19:16

O velório do diretor-presidente da Rede Amazônica Phelippe Daou, que faleceu aos 87 anos, nesta quarta-feira (14), em São Paulo, será no salão nobre do Stúdio 5, nesta quinta-feira. A família aguarda o posicionamento do hospital Sírio Libanês, onde o jornalista estava internado, quanto ao translado do corpo para definir o horário.

Phelippe Daou estava internado no hospital Sírio Libanês, onde faria um check-up de rotina, mas   com o decorrer dos exames foi necessário uma cirurgia (cateterismo) feita no dia 8, mas o  quadro de saúde  começou a se agravar e, consequentemente, o organismo não reagiu como  se esperava. 

“Ele fazia todos seus check-up em São Paulo, mas desta vez constatou-se o entupimento de uma das artérias, o que fez com que ele  se submetesse ao  procedimento cirúrgico, porém, no pós-operatório houve complicações em seu quadro geral de saúde”, informou  o diretor administrativo da Rede Amazônica, Alex Caxias. Ele ainda ressaltou  que Phelippe Daou estava lúcido conversando e, em momento algum sofreu e ficou sem consciência. 

O sobrinho e vice-presidente de Tecnologia da Rede Amazônica, Nivelle Daou, acompanhou Phelippe em São Paulo, durante o pós-operatório. “Ele estava bem, era uma pessoa ativa e dinâmica e ficar confinado no hospital para Phelippe era uma situação constrangedora e tão logo,  queria deixar o hospital para retomar as atividades, foi uma perda irreparável”, lamentou.

Em 1º de setembro de 1972 Phelippe e os amigos Milton Cordeiro e Joaquim Margarido, ambos falecidos neste ano, fundaram  a Rede Amazônica de Rádio e Televisão.

História
Segundo informações da Rede Amazônica, o jornalista e empresário nasceu em Manaus no dia 15 de dezembro de 1928. Phelippe era viúvo de Magdalena Arce Daou, pai de dois filhos, Phelippe Daou Jr. e Cláudia Daou Paixão e Silva.

Daou prestou vestibular para a Faculdade de Direito do Amazonas, onde formou-se. Muito cedo ainda, iniciou no jornalismo, como repórter do Jornal do Comércio, mas a ascensão na carreira começaria um ano depois, com sua transferência para a empresa Archer Pinto, proprietária, na época, de "O Jornal e Diário da Tarde", onde exerceu diversas funções redacionais. Ele também atuou como redator da Rádio Rio Mar.

O jornalista destacou-se como defensor da Zona Franca de Manaus e foi membro do Conselho Deliberativo dessa instituição que por consenso representava toda a classe empresarial – a Associação Amazonense de Imprensa e a Associação Comercial do Amazonas.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.