Terça-feira, 25 de Junho de 2019
FOLCLORE

Vendas de passagens para Parintins estão a 'todo vapor' no mês do Festival

A 15 dias da festa popular, a procura por passagens para a ilha e entradas para o Bumbódromo está aquecida. Os preços de barco variam entre R$ 100 e R$ 120 (com alimentação)



agora_barco_AD578B76-6D1D-493C-BE9B-90339756FA00.JPG Preços estão ‘congelados’ há pelo menos quatro anos. Foto: Márcio Silva
12/06/2019 às 08:16

A maneira mais tradicional de ir ao Festival Folclórico de Parintins é pelas águas, tanto que nesse período do ano é registrada a maior movimentação de embarcações de passageiros no rio Amazonas. A boa notícia aos amantes da folia bovina é que os preços das passagens à ilha (distante 369 quilômetros de Manaus), tanto de barco quanto de lancha, se mantém o mesmo há pelo menos quatro anos, como asseguram os vendedores na orla da Manaus Moderna, no Centro, consultados pela equipe de A CRÍTICA. Os preços de barco variam entre R$ 100 e R$ 120 (com alimentação) e de lancha, R$ 250 (com alimentação), ambos somente ida.

“A procura está sendo melhor que ano passado. Está tendo mais divulgação graças a Deus!”, comemora Carlos Cézar, que trabalha vendendo passagens na orla há 20 anos. “A partir da segunda quinzena a procura costuma aumentar mais. Os preços variam conforme o dia e o horário da partida. A maioria esmagadora dos barcos e lanchas sairão no dia 26 [quarta-feira], mas uma coisa é certa, quanto mais próximo à data do início do Festival de Parintins, mais caras ficam as passagens”, alerta ele.

A maioria das bancas que aceitam o pagamento em cartão de crédito cobra um acréscimo de 5% a 10% no valor da passagem, possibilitando o parcelamento em até duas vezes. “Cobramos essa taxa porque as maquininhas não são nossas e não podemos sair no prejuízo”, justifica a vendedora Elaine Campos, que trabalha no ramo há 15 anos. Sobre possíveis descontos para quem paga a passagem à vista, ela “dá o bizu”: “Não trabalhamos com descontos nessa época do ano [do festival]. Muita gente fica de chororô. É normal, mas não tem como. Já damos descontos nas passagens o ano todo”, conta, aos risos.

Na visão de Elaine, a procura por passagens está sendo melhor que em anos anteriores. “As lanchas estão saindo mais. As de R$ 250 estão saindo bastante. Deixar pra comprar de última hora (como muita gente costuma fazer) pode render um desconto de R$ 10 ou R$ 20 na compra das passagens, mas é arriscado, pois pode ser que na véspera da partida já esteja tudo esgotado. Estamos otimistas que esse ano as vendas serão muito boas”, projeta.

Segurança

E para assegurar uma boa viagem a Parintins a todos, a Marinha do Brasil, por meio do Comando do 9º Distrito Naval, iniciou a “Operação Parintins 2019” no último dia 29 de abril e encerra as vistorias no dia 21 de junho, data em que inicia a entrega dos “passes”, um documento que agiliza e reduz o tempo da inspeção das embarcações nos postos de fiscalização, quando serão verificados os itens relacionados à documentação, ao material de salva-vidas e à quantidade de passageiros.

O comando  da Marinha orienta que os proprietários das embarcações poderão acessar o site www.cfaoc.mar.mil.br ou comparecer à sede da Capitania, na rua Frei José dos Inocentes, 36, no Centro, ou ainda ligar para o telefone (92) 2123-4926 para ter mais informações a esse respeito.

No período do festival, evento que concentra o maior número de embarcações de passageiros e esportivas  no rio Amazonas, as principais irregularidades encontradas, segundo o Comando do 9º Distrito Naval, são: equipamento de salva-vidas em mau estado de conservação; equipamento de combate a incêndio fora do prazo de validade; máquinas, motores e demais equipamentos de praça de máquinas irregulares ou inoperantes e excesso de passageiros ou cargas.

Voos  de Boeing 737 a partir de R$ 125

Para quem prefere ir a Parintins de “asa dura”’ (ir de avião, para quem não tem familiaridade com as gírias e  expressões parintinenses), a empresa Amazon Best tem opções de voos todos os dias a partir do dia 26 de junho até 2 de julho.

“Temos voos com preços atrativos, com valores a partir de R$ 125 para voar via Gol, Boeing 737-700, 135 passageiros, 40 minutos de voo e parcelamos em até seis vezes sem juros nos cartões”,  detalhou o gerente operacional da empresa, Raphael Campos.

A expectativa é que o festival deste ano supere o do ano passado em público. A Ilha Tupinambarana deve receber mais de 60 mil pessoas [em 2018, foram exatamente 60 mil, segundo a Amazonastur], sendo mais ou menos a metade desse total (30 mil pessoas) de outros estados e de fora do Brasil. “Em relação à temporada do ano passado, as hospedagens esgotaram bem antes. A expectativa é de uma Parintins lotada de turistas”, comemorou Campos.

Bumbódromo já tem setores esgotados

A Amazon Best também é a operadora oficial de vendas de ingressos para o Festival Folclórico de Parintins, que este ano acontece nos dias 28, 29 e 30 de junho - sexta-feira, sábado e domingo, respectivamente.

De acordo com a empresa, mais de 70% dos ingressos para assistir às três noites do festival já foram vendidos.

Segundo informou ontem o gerente Raphael Campos, a procura por ingressos neste ano está bem maior em relação ao ano passado. “Em relação aos ingressos, já estamos na venda da segunda noite do festival folclórico. Em comparação ao ano passado, já temos setores que esgotaram com um mês de antecedência”, disse o gerente operacional da Amazon Best.

“Do boi Garantido ainda temos alguns ingressos em todos os setores, mas para o boi Caprichoso esgotaram arquibancada central e camarote tipo 1. Temos apenas cadeira tipo 2 e alguns lugares da arquibancada especial”, explicou Raphael Campos.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News guilherme 1674 2977771b 6b49 41af 859a ef3c3b62eae8
Repórter do caderno de Cidades - Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.