Publicidade
Manaus
Manaus

Vendedores do Adolpho Lisboa são retirados de feira provisória

De acordo com o presidente da Comissão Gestora do Mercado Adolpho Lisboa, Márcio Nogueira, a retirada dos comerciantes foi tranqüila, a qual foi acompanhada pela Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab) 02/09/2013 às 17:05
Show 1
Segundo dados da Secretaria Municipal do Centro (Semc), 180 permissionários trabalhavam no local
OSWALDO NETO Manaus, AM

Os 180 permissionários do Mercado Adolpho Lisboa que ocupavam uma feira improvisada na av. Lourenço da Silva Braga, Centro, foram retirados na manhã desta segunda-feira (02) para que o processo de realocação no mercado tenha continuidade. Os comerciantes voltarão às atividades dentro do Mercado no dia 24 de outubro, aniversário de Manaus.

De acordo com o presidente da Comissão Gestora do Mercado Adolpho Lisboa, Márcio Nogueira, a retirada dos comerciantes foi tranqüila e foi acompanhada pela Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento (Sempab).

Segundo ele, os permissionários receberão auxílios da prefeitura durante o período que ficarem inativos. “A prefeitura vai dar uma ajuda de custo no valor de R$2.000 para esses dois meses que ficaremos parados. Além disso, iremos fazer cursos com o objetivo de atender melhor aos clientes e também aulas de inglês”, disse.

Qualificação

Segundo a assessoria da Secretaria Municipal do Centro, a qualificação dos comerciantes ficará a cargo do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (CETAM) e da Escola de Serviço Público Municipal (ESPM). No primeiro, serão ensinados aos permissionários métodos para melhorar a manipulação de alimentos, assim como a higiene na exposição e cuidados básicos. Já na segunda instituição, os vendedores se comprometeram a aprender noções básicas de inglês, a fim de ter uma melhor comunicação com clientes estrangeiros.

Publicidade
Publicidade