Publicidade
Manaus
ACOLHIDA

Venezuelanos são recebidos em abrigo de Manaus e terão cursos profissionalizantes

Imigrantes trazidos de Roraima pela FAB passarão um mês no espaço em período de integração, quando receberão qualificação profissional para buscar novo horizonte 28/08/2018 às 12:54
Show whatsapp image 2018 08 28 at 12.45.12 878bdd48 99f9 4e00 b938 eb7a885df3c6
(Foto: Jair Araújo)
Paulo André Nunes Manaus

Um total de 63 imigrantes venezuelanos foi acolhido, no final da manhã desta terça-feira, pela Casa de Abrigo Santa Catarina de Sena, localizada na rua Álvaro Bandeira de Melo, 155, Conjunto Jardim Petrópolis, Zona Sul.

Eles desembarcaram na capital amazonense por volta de 11h desta terça-feira no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. O abrigo fica localizado em anexo à Igreja Católica Santa Catarina de Sena. Os venezuelanos vão ficar um mês no local de acolhida para terem tempo de realizarem cursos profissionalizantes, buscarem inserção no mercado de trabalho local e conseguirem custear seu próprio aluguel.

A chegada deles faz parte da sexta etapa do programa de interiorização dos imigrantes venezuelanos abrigados no Estado vizinho. Além da capital amazonense, também as cidades de João Pessoa e São Paulo receberam os imigrantes.  E será também de Boa Vista que será feita a próxima transferência amanhã (30) para abrigos do Rio de Janeiro, Distrito Federal e Goioerê (PR), totalizando 260 pessoas que serão interiorizadas esta semana.

"Este mês que eles ficarão aqui servirá para a integração deles. Todos já chegam documentados e as famílias que vieram anteriormente já está em suas casas e muitos já estão trabalhando e pagando seus aluguéis", disse o padre Orlando Goncalves Barbosa, vice-presidente da Caritas Arquidiocesana em Manaus.

O ferreiro náutico Alinson Machado, 29, é um dos venezuelanos que tentará dar a volta por cima junto com a esposa e mais 6 filhos desta vez em Manaus. Sem emprego em seu País, ele espera dias melhores na capital amazonense.
 "Na Venezuela a situação está muito difícil e para mim essa mudança de Pais é fundamental para conseguir um novo emprego e ajudar minha família", disse ele, preparando-se para almoçar junto com a família, em uma das mesas disponibilizadas no hall de entrada do abrigo.

Publicidade
Publicidade