Publicidade
Manaus
APOIO

Venezuelanos vindos de Roraima devem ficar três meses em abrigo de Manaus

No abrigo, o grupo de 180 imigrantes receberá assistência social, aulas de português e cursos profissionalizantes 04/09/2018 às 17:15
Izabel Guedes Manaus (AM)

Um grupo de 180 imigrantes venezuelanos vindos de Roraima chegou à cidade de Manaus na tarde desta terça-feira (4).  A mudança para a capital amazonense atende ao processo de interiorização do Governo Federal. O grupo vai ficar em um abrigo no bairro do Coroado, na Zona Leste.

A previsão é que eles fiquem no local por volta de três meses e recebam assistência social, aulas de português e cursos profissionalizantes, para conseguir se adaptar e começar uma nova vida.

“A gente vai dar o apoio necessário com base nos recursos financeiros que o Governo Federal disponibiliza e com o que a Prefeitura pode ajudar. Hoje não temos mais suporte para receber mais ninguém além desse grupo. Estamos no limite, por isso é preciso um apoio maior de outros órgãos do governo”, informou o secretário de Assistência social do Município, Dante Souza.

Essa é a terceira leva de imigrantes que chega à capital do Amazonas, mas segundo o porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas (Acnur no Brasil), Luiz Fernando, existe a possibilidade de mais imigrantes serem trazidos para a capital. “Isso não está fora de cogitação, pois o processo de interiorização continua. Porém tudo depende do planejamento que é feito. Isso não tem data certa. Mas deve acontecer”, explicou.

Atualmente, a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) atende 383 venezuelanos entre indígenas e não-indígenas, em duas casas de acolhimento, uma no bairro Alfredo Nascimento, na Zona Norte, e outra no Centro de Manaus.

Publicidade
Publicidade