Terça-feira, 25 de Junho de 2019
TRISTEZA

‘Ver quatro caixões assim não é fácil’, diz avô de vítimas de soterramento no Nova Vitória

A tragédia que vitimou mãe e filhas aconteceu por volta de 11h de terça-feira (27) durante o forte temporal que atingiu a cidade. O sepultamento de Maria do Socorro Protázio, 42, e as estudantes Samile, 14, Samiele, 10, e Sâmila Costa Castro, 8, mãe e filhas, respectivamente, está previsto para ocorrer às 16h de hoje no cemitério Parque Tarumã



vel_rio.JPG O velório das vítimas está ocorrendo na Igreja Assembleia de Deus Tradicional. Foto: Euzivaldo Queiroz
28/12/2016 às 10:11

As quatro pessoas que morreram na terça-feira (27) após um barranco desabar sobre a residência onde moravam na rua 11 de setembro, no bairro Nova Vitória, na Zona Leste, estão sendo veladas nesta quarta-feira (28), na Igreja Assembleia de Deus Tradicional, localizada na rua T1,  no bairro Compensa, na Zona Oeste. O sepultamento está previsto para ocorrer às 16h no cemitério Parque Tarumã, também na Zona Oeste. 

O aposentado Raimundo Viana Protazio, 76, pai da dona de casa Maria do Socorro Protázio, 42, e avô das estudantes Samile, 14, Samiele, 10 e Sâmila Costa Castro, 8,  disse que a família está muito abalada com as perdas. “Ver quatro caixões assim não é fácil. Minha esposa quase morre também com a notícia. Ela não quer comer e nem falar nada”, contou. 

Os pais das meninas e esposo de Socorro é outro que está inconsolável com as mortes. “Ele não consegue falar com ninguém”,  disse o aposentado Raimundo. Ainda de acordo com ele, os dois filhos do casal, que conseguiram sobreviver também estão muito abalados. “Ninguém sabe o que fazer, o que dizer, é muita tristeza. Só agora eu estou conseguindo falar com as pessoas”, observou. 

A Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh) disponibilizou o serviço SOS Funeral para a família. 

A tragédia que vitimou mãe e filhas aconteceu por volta de 11h de terça (27) durante o forte temporal que atingiu a cidade. As equipes de resgate do Corpo de Bombeiros e populares levaram aproximadamente três horas de trabalho para resgatar os quatro corpos que ficaram soterrados. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.