Publicidade
Manaus
ACORDO

Verba de indenização trabalhista gera doação de equipamentos táticos à Polícia Civil

Drones, câmeras e itens de informática avaliados em R$ 226 mil foram comprados com dinheiro pago por faculdade de Manaus à Justiça trabalhista 04/09/2017 às 16:17 - Atualizado em 04/09/2017 às 16:18
Show coletiva doacao equipamentos fotos erlon rodrigues  12  copiar
Foto: Divulgação
acritica.com

Drones, câmeras, equipamentos táticos e itens de informática foram doados para reforçar as ações da Polícia Civil do Amazonas nesta segunda-feira (4), em Manaus, durante solenidade na sede da Delegacia Geral. Uma parceria entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Sindicato dos Delegados de Polícia de Carreira do Amazonas (Sindepol-AM) contemplou a polícia com itens avaliados em R$ 226 mil, provenientes de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado entre a Procuradoria do Trabalho e uma instituição de ensino superior de Manaus.

Participaram da entrega dos equipamentos o delegado-geral da Polícia Civil do Amazonas, Frederico Mendes, o delegado-geral adjunto da instituição, Ivo Martins, o procurador do Trabalho Jeibson Justiniano, do MPT; o delegado Cícero Túlio, representando o Sindepol-AM, além de delegados titulares de Distritos Integrados de Polícia (DIPs), Delegacias Especializadas, Departamentos e Seccionais. O acordo de doação por meio do TAC aconteceu por meio da procuradora-chefe Fabíola Bessa Salmito Lima, da 11ª Região do MPT.

Segundo o procurador do Trabalho Jeibson Justiniano, a compra dos equipamentos é resultado de ações judiciais e inquéritos civis em relação à instituição de ensino que descumpria a legislação trabalhista. “Devido aos anos em que passou irregular, foi paga uma indenização que, posteriormente, foi convertida nesses bens. Essa parceria é importante para contribuir com instituições atuantes, cujo o retorno das atividades seja, de maneira direta ou indireta, em benefício da sociedade”, declarou Justiniano.

O delegado-geral adjunto, Ivo Martins destacou que, por meio da parceria entre os órgãos, o valor do acordo foi revertido na compra dos materiais. “Queremos agradecer imensamente a Procuradoria do Trabalho no Amazonas, que por intermédio do Sindepol-AM, conseguiu viabilizar a aquisição desses bens para a Polícia Civil. Esse material irá auxiliar no trabalho diário desempenhado pelos policiais, tanto nas unidades como em operações”, argumentou.

Parte da verba foi aplicada na compra dos equipamentos com objetivo de melhorar o trabalho diário do policial. Foram recebidos seis rastreadores tipo Spot; três drones modelo Phatom, quatro com três baterias sobressalentes; quatro HDs externos de um Terabyte, um HD externo de cinco Terabyte, dois HDs internos de quatro Terabyte, uma filmadora GoPro Hero, duas impressoras coloridas Epson Ecotank L375, 60 scanners Epson Workforce ES-400, uma impressora Office Jet A3 HP e dois notebooks Samsung E21.

Também foram adquiridos com a verba 30 rádios comunicadores RVA 50 Motorola, três tablets, uma câmera digital Canon T5i, além de circuito interno de monitoramento, contendo 16 câmeras Full HD, DVRs, cabo UTP e Painel CFTV Intelbras. Materiais de expediente, como luvas, máscaras, lâminas e óculos, destinados ao Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), foram comprados também.

O delegado-geral, Frederico Mendes, ressaltou a utilização dos materiais nas atividades policiais, bem como na criação do Núcleo de Aeronaves Remotamente Pilotáveis (Narp), que vai gerenciar a utilização dos drones durante as operações na capital e no interior. “Os drones serão utilizados para acompanhar as operações policiais no que rege o levantamento de áreas críticas. As aeronaves irão funcionar como linha de frente, possibilitando uma identificação dos infratores e otimização da atuação em campo”, explicou Mendes.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade