Quinta-feira, 22 de Outubro de 2020
RETOMADA

Vereadores decidem suspender recesso e pedem retorno de sessões presenciais

A decisão culminou na primeira promulgação da casa, através de sessão virtual. Na ocasião, os parlamentares da CMM pediram à mesa diretora o retorno das atividades presenciais



show_cmm_9449E6AE-FB16-4008-8A3A-7710DFDECE0B.jpg Foto: Divulgação
15/06/2020 às 11:54

Após recorrentes discussões e pedidos de dois parlamentares da casa, os vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) promulgaram na sessão plenária virtual desta segunda-feira (15), o projeto de resolução proveniente da Mesa Diretora que decide por suspender o recesso do meio de ano.

Mirtes Salles (PRB) e Diego Afonso (PSL) já haviam apresentado no mês de Maio um requerimento apresentado à casa a proposta de suspensão do recesso. Esta foi a primeira promulgação feita através de sessão plenária virtual.



Isaac Tayah (DC) falou que a suspensão é importante para toda cidade. “É importante porque primeiramente tenta ajudar as pessoas que vem até a câmara. Acho que todos os vereadores são a favor. Faz com que tanto a população e o comércio procurem a ajuda da Câmara”, disse.

Chico Preto, colega de partido de Tayah (DC), concordou com a suspensão, pediu ressalvas e defendeu o fim dos recessos no meio do ano. “Não faz mais sentido, para uma próxima legislatura que haja um recesso no meio do ano. Precisamos pensar sobre a extinção do recesso do meio do ano e que haja somente os 30 dias que compreendem Dezembro e Janeiro”, alegou.

O vereador Bessa, líder do SD disse que a Câmara está dando um exemplo não só para o Amazonas, mas, para todo Brasil. “É muito importante que neste momento não façamos a parada. A mesa diretora vai fazer com que manaus nos tenha trabalhando neste recesso. Sei da necessidade que faz um vereador”, defendeu.

Mirtes Salles (PRB) parabenizou a mesa diretora e lembrou que fez o requerimento sugerindo a suspensão das ‘mini férias’ dos parlamentares. “Eu fico muito feliz em saber que é desejo dos vereadores desta casa que nós possamos continuar trabalhando. Eu mesma, comecei a fazer algumas visitas, mas precisamos ter cautela”, afirmou a vereadora.

Votado no último dia 1, o projeto recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

O recesso parlamentar é regimental e sempre ocorre no meio do ano. Em 2020, estava previsto para ocorrer no período de 26 de junho a 9 de julho.

Na ocasião, os vereadores pediram do presidente da casa Joelson Silva (Patriota) o retorno das atividades presenciais na câmara. Joelson informou que o retorno das reuniões será pauta com os pares da área de saúde, mas, que as sessões virtuais devem acontecer pelo menos, até a próxima semana.

O presidente informou ainda, que a câmara está recebendo higienização e sanitização, mas, que é preciso cautela, tendo em vista que 21 dos 41 parlamentares da casa foram acometidos por Covid-19.

Maria Luiza Dacio
Repórter do Caderno A do Jornal A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.