Publicidade
Manaus
TRÂNSITO

Viagens durante horários de pico em Manaus levam 67% a mais de tempo, aponta índice

Média de Manaus coloca a cidade na 6ª colocação do ranking desenvolvido pela empresa de mobilidade 99. Índice avaliou as 10 maiores capitais brasileiras segundo o IBGE 31/03/2018 às 08:38
Show show tr nsito manaus
Foto: Arquivo/AC
acritica.com* Manaus (AM)

As viagens solicitadas pelos aplicativos da empresa de mobilidade urbana 99, em Manaus, levam em média 67% a mais de tempo nos horários de pico em comparação com aquelas em situação de tráfego livre. O número divulgado na última quinta-feira (29) faz parte da segunda edição do Índice 99 de Tempo de Viagem (ITV 99).

O estudo, que é um dos principais termômetros de congestionamento do país, avalia as 10 maiores capitais do Brasil. Manaus é a 6ª colocada no ranking. O levantamento foi realizado durante o período de 1 de outubro a 31 de dezembro de 2017, com base nas de corridas de táxis e 99Pop, modalidade de carros particulares da empresa, nas 10 maiores capitais brasileiras, de acordo com dados do IBGE 2010.

Em Recife, líder do levantamento, a taxa é de 77%. Os dados apontam como segundo lugar Porto Alegre. Duas das maiores metrópoles do país, São Paulo e Rio de Janeiro ocupam a quarta e quinta colocações, respectivamente, na frente da capital amazonense.


Conhecidas pela lentidão no trânsito, as cidades do Rio de Janeiro e São Paulo não lideram o ranking. Fonte: 99

O ITV 99 monitora o tempo de deslocamento dos carros no horário de pico e faz a média de atraso dos deslocamentos. Ou seja, o tempo médio perdido pelas pessoas com o tráfego ruim das cidades, nos horários de pico, entre 7h e 10h e entre 17h e 20h, comparando com o tempo de deslocamento nestas mesmas cidades em horários de trânsito livre.

“A pesquisa tem intenção de colaborar com a mobilidade urbana, fornecendo inteligência de dados, que identifica padrões de deslocamento das pessoas. A partir daí as entidades públicas podem tomar decisões estratégicas para evitar gargalos na circulação de veículos nas grandes cidades”, afirma Ana Guerrini, diretora de Pesquisa e Políticas Públicas da 99.

 

*Com informações da assessoria de imprensa.

Publicidade
Publicidade