Segunda-feira, 24 de Junho de 2019
ARTICULAÇÃO

Vice-presidência da ALE está entre Mayara, Alessandra e Felipe Souza, diz Josué

Futuro presidente da Assembleia Legislativa antecipou costura para os nomes que vão compor a mesa diretora. Eleição acontece nesta sexta-feira. Veja cargos definidos



mesa_AB737448-D871-4E30-A1C5-2743810A0411.JPG
31/01/2019 às 11:57

Na véspera da eleição para presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), o deputado e candidato ao posto, Josué Neto (PSD), adiantou, com exclusividade, a lista de nomes que vão compor a Mesa Diretora da Casa Legislativa no biênio 2019-2020. 

Segundo Josué, os deputados Felipe Souza (PHS), Alessandra Campêlo  (MDB) e Mayara Pinheiro (PP) possuem assento garantido na Mesa. Os cargos que os parlamentares irão ocupar ainda é alvo de costuras. “Os cargos de 1ºvice-presidência, 2º vice-presidência e o cargo de ouvidor estão entre Alessandra, Mayara ou Felipe Souza. Isso está sendo construído. Todos têm assento na mesa”, afirmou. Os nomes serão definidos até amanhã, sexta-feira, dia da eleição.

As deputadas Alessandra Campêlo e Mayara Pinheiro compõem assento obrigatório na mesa por força de uma emenda, de autoria de Alessandra, incluída na PEC 4/2018 aprovada no final do ano passado. A partir deste ano, da legislatura inicia nesta sexta-feira, número de membros na mesa diretora passa de oito para dez.

Josué Neto faz as últimas articulações antes da eleição. (Foto: Jair Araújo)

Josué confirmou que o deputado Roberto Cidade (PV) será o 3º vice presidente, Delegado Péricles (PSL) será o secretário geral, Cabo Maciel (PR) será o 1º secretário, Augusto Ferraz (DEM) será 2º secretário e Fausto Junior (PV) o 3º secretário. 

O deputado Abdala Fraxe (Podemos) ocupará o cargo de corregedor e o posto de ouvidor sairá de um seguintes nomes: Alessandra, Mayara e Felipe Souza.

O dia que antecede a posse dos deputados, à eleição para presidência e mesa diretora é de movimento na Casa Legislativa, conforme apurou a reportagem, com conversas e  últimas costuras entre os deputados. Até o início desta semana, apenas o cargo de presidente era objeto de consenso. 

Em jogo

Quem ocupa o colegiado, além da verba de gabinete no valor de R$ 103 mil a que todos os 24 deputados têm direito para contratar assessores, têm sob a sua área de influência a nomeação de assessoria específica. Um assessor chefe da 1º vice presidência, segundo quadro disponível no site da Assembleia na aba transparência, tem remuneração bruta de R$ 14,6 mil. Dos demais cargos da mesa, os assessores chefes recebem R$ 12,9 mil.

Esses postos na mesa também dão direito ao auxílio de um chefe de gabinete com renda bruta de R$ 4,8 mil e secretário de gabinete com vencimento de R$ 2,2 mil, exceto gratificações.

Receba Novidades


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.