Publicidade
Manaus
FISCALIZAÇÃO

Vigilância Sanitária autua cinco clínicas veterinárias por irregularidades na capital

Nove estabelecimentos foram vistoriados, e em cinco a prefeitura encontrou problemas como remédios vencidos, armazenamento irregular de medicamentos e estrutura inadequada 26/06/2018 às 15:16 - Atualizado em 26/06/2018 às 15:27
Show remedio
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Cinco clínicas veterinárias de Manaus foram autuadas pela Vigilância Sanitária (Visa) por irregularidades nos serviços e estrutura inadequada de atendimento. Ao todo, nove estabelecimentos tiveram vistoria. As fiscalizações devem seguir pelos próximos 60 dias.

Segundo a prefeitura, sete clínicas foram vistoriadas na Zona Sul, uma na Zona Norte outra na Zona Leste. Em cinco delas o órgão constatou o descumprimento do Código Sanitário municipal e resoluções nacionais.

Nos locais, fiscais da Visa Manaus flagraram remédios vencidos, armazenamento irregular de medicamentos controlados e falta de ambiente para isolamento de animais com doenças infectocontagiosas. Além disso, fiscais notaram problemas como a ausência de veterinário em período integral e falta de licença sanitária.

A Visa também observou na maioria dos estabelecimentos inspecionados a falta de Projeto Básico de Arquitetura, previsto pelo Código Sanitário para construção, reforma ou instalação de qualquer estabelecimento veterinário; e, além disso, a não apresentação ou o não cumprimento dos planos de Gerenciamento de Resíduos de Saúde e de Prevenção de Riscos Ambientais.

Em uma das clínicas do bairro Praça 14, na Zona Sul, foram encontrados remédios vencidos, medicamentos de uso controlado fora de armários com tranca, ampolas abertas e expostas, agulhas fora das embalagens, ausência de veterinário 24 horas para suporte às internações, falta de ambiente de isolamento para animais com doenças infectocontagiosas, ventilação insuficiente e presença de caixas de lixo, utensílios e alimentos na sala de esterilização de material.

Conforme o órgão, a clínica dava o mesmo destino ao lixo comum e ao lixo hospitalar (resíduos do serviço de saúde) e não comprovou que destina adequadamente o esgoto. Além disso, não apresentou projeto básico de arquitetura aprovado pela Visa, entre outras falhas descritas em 17 páginas do relatório de fiscalização.  

Todas as clínicas com irregularidades foram autuadas e devem cumprir os prazos para defesa e adequações necessárias. Caso não cumpram, as penalidades vão de multa a interdição. 

As próximas inspeções serão concentradas, de acordo com a Visa, nas Zonas Leste e Oeste de Manaus.

Publicidade
Publicidade