Domingo, 31 de Maio de 2020
Manaus

Vigilantes ameaçam entrar em greve em Manaus

A categoria quer um aumento de 27% no salário, que atualmente tem como base o valor de R$ 705 além de aumento no valor do vale alimentação para R$ 15 o ticket



1.jpg Vigilantes discutirão greve durante assembleia na próxima quarta
24/04/2012 às 09:37

A falta de um acordo salarial entre os vigilantes e os donos de empresas pode fazer com que a categoria entre em greve. Um grupo de vigilantes esteve presentes na tarde desta segunda-feira (23) na sede da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Amazonas (SRTE) onde tentaram a negociação.

Segundo um dos vigilantes a categoria quer um aumento de 27% no salário, que atualmente tem como base o valor de R$ 705 além de aumento no valor do vale alimentação para R$ 15 o ticket.



A proposta apresentado pelo sistema patronal ofereceu aumento de 6,52% no salário e o custo de R$ 9,61 no vale alimentação, que atualmente custa R$ 9.

A Superintendência do Trabalho e Emprego (SRTE) ainda apresentou a proposta de reajuste de 15%, que não foi aceita pelos trabalhadores.

Segundo presidente da Federação dos Vigilantes Profissionais do Norte e Nordeste, Frank do Nascimento, haverá uma assembléia na próxima quarta-feira (25) onde será decidido se será ou não decretada a greve.

“Nós iremos entrar em assembléia para decidir o futuro da categoria. Caso a maioria não aceite, deveremos entrar em greve até o fim do mês”, afirmou Frank.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.