Publicidade
Manaus
Manaus

Violência contra idosos resulta em multa e pagamento de cesta básica

Para a diretora-presidente da Fundação Doutor Thomas, Martha Moutinho, as denúncias têm aumentado graças à conscientização da sociedade e dos idosos 14/06/2013 às 10:53
Show 1
Durante esta semana, ações especiais voltadas para os idosos estão sendo realizadas
acritica.com ---

Apesar do aumento no número de denúncias de violência contra os idosos, muitos outros crimes praticados contra os mais velhos ficam de fora das estatísticas porque são registrados nas delegacias comuns.

O alerta é do delegado titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (Decci), Luiz Veiga, que afirma que a violência contra os idosos ainda é grande porque as penalidades para esses crimes são muito brandas. “A maioria dos casos exige o pagamento de cesta básica ou multa, em poucas situações o denunciado vai preso, por isso os casos são mais frequentes”, analisou o delegado.

Maria Oneide Feitosa, 62, é coordenadora de dois grupos de idosos, um em Manaus, no bairro Manoa, e outro em Iranduba, Região Metropolitana de Manaus. Ela afirma que um dos maiores problemas que eles enfrentam no dia a dia é com o transporte coletivo. “Existem muitos motoristas que trabalham estressados e não respeitam nossos direitos. Fazem sinal para entrarmos pela porta traseira, não esperam a gente sentar e saem do ponto de ônibus, gerando muitos acidentes”, relatou. Ela conhece os direitos e orienta os idosos que coordena a não se calarem diante de situações de maus-tratos como essa.

Para a diretora-presidente da Fundação Doutor Thomas (FDT), Martha Moutinho Cruz, as denúncias têm aumentado graças à conscientização da sociedade e dos idosos. “Além da violência física, crimes como abandono, negligência, exploração ilegal de recursos financeiros e até mesmo o abuso sexual são denunciados”, reforçou a diretora.

O caso mais recente aconteceu esta semana, quando um homem de 43 anos foi preso, suspeito de estuprar a própria mãe, de 98 anos. O crime teria acontecido na casa da vítima, no bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul. Os vizinhos fizeram a denúncia e o neto da vítima afirmou ter visto o tio cometendo o crime. A idosa se recusou a fazer o exame de corpo de delito, para que o filho não fosse punido, e ele acabou solto pela polícia.

Segundo a polícia, casos como esse, em que o crime é cometido por alguém da família, costumam ficar no anonimato porque os idosos não têm coragem de denunciar.

Publicidade
Publicidade