Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Manaus

Vistoria em presídio de Manaus encontra drogas, celular, material de construção e eletrônicos

Entre os mais de 500 itens apreendidos na Unidade Prisional do Puraquequara estão tinta e massa corrida usadas para camuflar na parede buracos onde eram escondidos objetos ilícitos



1.gif Segundo a Seap, a vistoria de rotina teve objetivo de padronizar o funcionamento da cadeia
15/12/2015 às 14:49

A Secretária de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou na manhã desta terça-feira (5) uma revista na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na Estrada do Puraquequara, na Zona Leste de Manaus.

Durante a revista foram apreendidos drogas, celulares, itens de material de construção como tinta e massa corrida, liquidificadores, cerca de 500 ventiladores, além de aparelhos de som, caixas de isopor, bebedouro e outros itens considerados ilícitos.



O secretário da Seap, Pedro Florêncio, disse que esta foi uma vistoria de rotina e que a retirada dos objetos é uma ação de padronização do funcionamento da cadeia.

A revista começou por volta das 6h e encerrou às 11h45, e contou com efetivo de 210 pessoas, entre servidores da Seap, agentes penitenciários e policiais militares do Comando de Policiamento Especializado (CPE). Atualmente, a Unidade Prisional do Puraquequara está com superlotação de presos. São 620 vagas, mas lá vivem 1.288 presos.

Tinta e massa

Entre o material apreendido, o secretário deu destaque para as latas de tinta e de massa corrida, que tiveram a entrada autorizada na cadeia, embora sejam objetos proibidos no local.


Secretário ao lado de objetos apreendidos. Winnetou Almeida

Segundo ele, a tinta e a massa corrida são usadas para camuflar na parede os buracos onde são escondidos objetos ilícitosos. “Eles usam esse material para entocar armas, celulares e ainda para ocultar túnel para fuga”, disse Pedro Florêncio.

Conforme o secretário, os detentos fazem os buracos nas paredes, cobrem o vácuo com papel, passam por cima uma massa corrida e, depois, pintam com tinta para disfarçar. 

Presídio de Tefé

Na manhã de hoje, também houve uma vistoria na unidade prisional de Tefé, localizado a 523 quilômetros de Manaus. A revista foi feita pela equipe da Coordenação do Sistema Penitenciário (Cosipe), com apoio do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM).

A revista foi realizada nas cinco celas do regime fechado de Tefé, na ala feminina e também na ala onde estão alojados os que cumprem pena no regime semiaberto. Na ação de Tefé foram encontrados cinco celulares, carregadores, mais de 40 peças utilizadas como “estoque” e objetos perfurantes.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.