Publicidade
Manaus
ÁGUA SUJA

Vistoria descarta risco de contaminação na praia da Ponta Negra, diz prefeitura

No domingo (11), banhistas foram surpreendidos com água suja e fedor que saía de esgoto e desaguava no rio 12/06/2017 às 18:36 - Atualizado em 12/06/2017 às 20:27
Show praia
Equipes da prefeitura foram ao local após publicação da reportagem (Foto: Divulgação)
acrítica.com Manaus (AM)

Não há indício de contaminação por esgotamento sanitário nas águas da praia da Ponta Negra, Zona Oeste. É o que diz o resultado de uma vistoria técnica realizada pela prefeitura nesta segunda-feira (12). O trabalho foi feito por técnicos do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf).

De acordo com o diretor-presidente do Implurb, o problema de água acumulada em um trecho da praia, próximo ao clube de remo, se deve a uma rede de drenagem pluvial (águas das chuvas) que, com a subida do nível do rio Negro, está afogada.

“O importante é esclarecer à população que não existe risco de contaminação. São águas das chuvas e não há ligação nenhuma com esgoto”, garantiu Cláudio Guenka, que é diretor-presidente do Implurb, órgão que gerencia o Complexo Turístico da Ponta Negra. “Temos duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) no parque, mas localizadas em outros prontos e que recebem constante manutenção”, concluiu.

A prefeitura informou que a Seminf já iniciou a retirada da água parada e a limpeza manual do trecho de areia. “Vamos manter o monitoramento da área, com ações paliativas. Quando o rio secar será possível ver mais a fundo o estado da tubulação e aí sim daremos a solução adequada”, explicou o subsecretário de Serviços Básicos, Antônio Peixoto.

Nos próximos dias, a prefeitura disse que deve realizar também o reaterro do trecho para evitar novos acúmulos de água.

Água suja e com fedor

No último domingo (11), banhistas que se divertiam na Ponta Negra foram surpreendidos com a água suja e com fedor que saía da estrutura e desaguava no rio. Na ocasião, a assessoria de imprensa do Tropical Hotel informou que a área da praia Praia da Ponta Negra, citada na reportagem, não tem qualquer tipo de ligação com o sistema de tratamento do hotel.

Publicidade
Publicidade