Publicidade
Manaus
Manaus

Vítima de acidente aéreo que tinha 95% do corpo queimado morre em hospital de Manaus

O advogado Edson Parron estava internado na UTI do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, desde a última terça-feira (16) e tinha o quadro clínico considerado crítico 19/07/2013 às 11:43
Show 1
Edson estava internado na UTI do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, desde o dia do acidente e tinha o quadro clínico considerado crítico
acritica.com Manaus

A Agência de Comunicação do Estado do Amazonas (Agecom) confirmou na manhã desta sexta-feira (19), a morte do advogado Edson Parron, vítima do acidente aéreo da última terça (16), no aeroporto internacional Eduardo Gomes, em Manaus. O laudo preliminar do Instituto Médico Legal (IML) atesta que o advogado morreu por falência múltipla dos órgãos e queimaduras de terceiro grau.

Edson estava internado na UTI do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, desde o dia do acidente e tinha o quadro clínico considerado crítico, com 95% do corpo comprometido com queimaduras.

De acordo com os últimos boletins médicos divulgados pelo hospital, ele chegou a ser intubado e recebeu ventilação mecânica. Edson tinha dificuldades para respirar devido às vias aéreas superiores também estarem comprometidas com as queimaduras. Ele teve ainda um quadro de insuficiência renal e passou por hemodiálise.

O boletim médico divulgado no fim da manhã desta sexta (19) atesta que Edson veio à óbito 00h10. O estado de saúde das outras vítimas do acidente, apresenta melhora no quadro clínico.

Adonai Pessoa Campos permanece respirando espontaneamente, ainda sob leve sedação para poder se manter confortável e sem dor. Já se comunica com a equipe da Unidade de Terapia Intensiva do Centro de Tratamento de Queimados, mantendo níveis pressóricos dentro do normal, com raros episódios de agitação psicomotora.

Vanessa Guedes de Aguiar também está respirando espontaneamente e nesta manhã fez uso de oxigênio através de máscara facial, contactando verbalmente. Os níveis pressóricos voltaram a patamares normais.

 



Publicidade
Publicidade