Publicidade
Manaus
ACIDENTE

Vítima fatal de acidente na AM-010 era profissional do programa Mais Médicos

A médica Carolina Oliveira Cipriano e o esposo, Gutemberg Sebastião Chaves, morreram após a picape deles colidir com um caminhão caçamba no Km 59 01/03/2019 às 12:34 - Atualizado em 01/03/2019 às 12:44
Show a0bc9f1d 23aa 41fd 9664 1bd8815be76d 29805bef ca16 4cf2 8ac8 0d169781de72
Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros
acritica.com

Uma das vítimas fatais do acidente ocorrido na tarde de ontem (28) no Km 59 da rodovia AM-010, que liga Manaus a Rio Preto da Eva, era a médica Carolina Oliveira Cipriano, profissional do programa Mais Médicos e prestadora de serviços em SPAs da rede estadual de saúde do Amazonas. Ela e o esposo, Gutemberg Sebastião Chaves, 42, morreram após a picape deles colidir com um caminhão caçamba. Outra pessoa ficou ferida.

As informações sobre as vítimas foram confirmadas pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam). “A Susam lamenta e se solidariza aos familiares e amigos da médica Carolina Oliveira Cipriano e de seu esposo, Gutemberg Sebastião Chaves, que faleceram em um trágico acidente ocorrido na tarde desta quinta-feira (28) na rodovia AM-010”. Segundo a Susam, Carolina atuava no Mais Médicos no município de Rio Preto da Eva.

O acidente aconteceu por volta das 16h30. Segundo o Corpo de Bombeiros, a colisão frontal ocorreu entre a picape S10 da médica, de cor cinza e de placas PHJ-6255, e o caminhão caçamba modelo Ford 1615, de placas HOU-8499. Outra pessoa que era passageira na picape da médica, Temirestocles Ribeiro Neto, de 58 anos, ficou ferido. O motorista da caçamba, Adalberto de Carvalho Araújo, 51, não sofreu ferimentos.

As circunstâncias da colisão não foram confirmadas, mas quem dirigia a picape era o esposo da médica, Gutemberg, enquanto Caroline e Temirestocles estavam como passageiros. Conforme os bombeiros, quando a guarnição chegou ao local já encontrou a médica e o esposo em óbito e com múltiplas fraturas dentro do carro. A terceira vítima, Temirestocles, já havia sido retirada e levada para hospital em Rio Preto da Eva.

A Polícia Militar compareceu ao local, bem como peritos da Polícia Civil e o Instituto Médico Legal (IML) que removeu os corpos das vítimas fatais. “Após a perícia, foi realizado a retirada dos corpos do veículo S10. Não foi necessária a utilização de ferramentas, tendo em vista que as vitimas estavam somente retidas no interior do veículo”, divulgou o Corpo de Bombeiros.

Publicidade
Publicidade