Publicidade
Manaus
Complexo Antônio Simões

Vítimas de acidente com carga de contêiner tombada seguem internadas em Manaus

De acordo com informações das unidades de saúde onde as vítimas estão, todas seguiam conscientes e em estado estável 27/10/2016 às 05:00 - Atualizado em 27/10/2016 às 08:40
Show acidente
Acidente aconteceu por volta de 9h desta quarta-feira (26) na passagem de nível da Avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho, Zona Centro-Sul (Euzivaldo Queiroz)
Silane Souza Manaus (AM)

Três das quatro pessoas que ficaram feridas, nesta quarta-feira (26), após um acidente de trânsito envolvendo o tombamento da carga de um contêiner, continuavam internadas até o fechamento desta edição. De acordo com informações das unidades de saúde onde as vítimas estavam, todas seguiam conscientes e em estado estável.

O acidente aconteceu por volta de 9h na passagem de nível da Avenida Jornalista Umberto Calderaro Filho, Zona Centro-Sul, quando a carga tombou do caminhão na alça de acesso da passagem de nível e atingiu um ônibus da linha 446, que seguia com aproximadamente 15 pessoas, no sentido centro bairro, na parte debaixo da passagem.

A aposentada Maria Auxiliadora Rodrigues, 63, foi encaminhada para o Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio com suspeita de trauma cervical. Ela foi atendida e liberada em seguida, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam). Isabelle Lima Martins, 2, está no Joãozinho em observação.

A também aposentada Gilcicleide de Souza Santos, 64, que foi encaminhada para o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto com uma entorse de tornozelo, está com trauma no nariz e Júlio Ferreira Barros Neto, 22, também direcionada ao 28 de Agosto, está com trauma no braço. Ambos seguem internados na unidade.

O motorista do ônibus Jecé Freitas, 32, relatou que foi tudo muito rápido e por pouco a tragédia não foi pior. “Eu só vi a lona vindo em nossa direção e taquei o pé no freio puxando o ônibus para o outro lado da pista. Se não tivesse freado o material tinha caído em cima do ônibus e mais gente poderia ter ficado ferida. Graças a Deus, o trânsito estava tranquilo, sem muito movimento e não atingi outro veículo”, afirmou.

Depois do acidente, o motorista do caminhão fugiu do local. De acordo com o dono da carga, Anderson Veloso, ele ligou e disse que estava passando mal e estava indo a uma unidade de saúde. O Empresário se comprometeu em prestar auxilio as vítimas e a retirar as quase 16 toneladas de MDF da pista. “Vou procurar saber quem são todas as vítimas para poder dar assistência a elas”, disse.

As vítimas foram atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O Corpo de Bombeiros também esteve no local para atender a ocorrência. A carga do caminhão foi retirada do Complexo Viário Antônio de Andrade Simões ainda no final da manhã de ontem e o trânsito das vias adjacentes liberado em seguida.

Veículo removido
A empresa Cristal Transportadora de Veículos foi notificada para providências de retirada da carga da via. Por ser de competência estadual, o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), notificou o dono da carga e apreendeu o veículo, que foi removido ao parqueamento do órgão.

Trânsito carregado
Após o acidente, medidas de desvios de fluxo foram tomadas, mas o trânsito ficou complicado em todas as vias adjacentes até o meio da tarde. Ao todo, 30 agentes de trânsito foram deslocados para ajudar na fluidez do local e nas ruas do entorno, de acordo com o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans)

O diretor-presidente do Manaustrans, Eudes Albuquerque, que esteve no local do acidente, destacou a necessidade de as empresas serem responsáveis e não transportarem cargas tão pesadas sem verificar se as mesmas estão bem alojadas e presas aos veículos. “Se todos os condutores obedecessem às leis de trânsito não haveria acidentes como este”, observou.

Publicidade
Publicidade