Sábado, 06 de Junho de 2020
POLÍTICA

Wilson Lima autoriza pagamento de R$ 55 milhões em emendas para a saúde

Ao todo, emendas devem beneficiar 31 municípios em ações de combate à pandemia do novo coronavírus



emendas_55_mi_F78CDBBB-666A-4793-9827-84884DF41C91.jpg Foto: Maurílio Rodrigues/Secom
09/05/2020 às 13:07

O governador Wilson Lima esteve reunido, na manhã deste sábado (9), na Sede do Governo, bairro Compensa, Zona Oeste da capital, com 11 deputados estaduais, e anunciou a autorização para pagamento de um total de 100 emendas parlamentares que serão destinadas à área da saúde na capital e no interior do Amazonas. Ao todo, o governador autorizou o pagamento de R$ 55 milhões em emendas parlamentares, de 24 deputados, que irão beneficiar 31 municípios.

“Eu convidei aqui os deputados para que a gente pudesse tratar das emendas que por eles foram destinadas para a área da saúde, para atendimento à Covid-19, e mostrar em que pé estão esses encaminhamentos, o que já foi empenhado, o que já foi homologado. Aqui liberei os R$ 55 milhões, naturalmente dependendo do entendimento dos deputados e dos processos na Susam (Secretaria de Estado de Saúde) para que possam ser encaminhados”, explicou o governador.



“É importante que isso aconteça para que a gente possa ter uma ampliação na nossa estrutura assistencial e também na compra de equipamentos como EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e outros insumos que são importantes nesse momento”, completou Wilson Lima. O governador estava acompanhado pelos secretários da Fazenda (Sefaz), Alex Del Giglio; o secretário executivo da Susam, Marcellus Campelo; e o secretário executivo adjunto da Capital na Susam, Ítalo Cortez. 

Wilson Lima explicou que os recursos serão empregados nas ações de combate à Covid-19 na aquisição de equipamentos, medicamentos, ambulâncias, construção de institutos, assistência à saúde da família, reformas hospitalares, manutenção de ações de saúde, aporte financeiro de cirurgias, manutenção nos Centros de Atendimento Integral à Melhor Idade (Caimis), entre outras atividades. 

“A gente trouxe aqui o nosso pessoal da saúde para mostrar algumas outras necessidades que nós vamos ter pós-pandemia e naturalmente apelando para a sensibilidade dos deputados para que também possam fazer essa destinação para compra de outros insumos, produtos, atendimento de outras patologias e procedimentos cirúrgicos, a questão da hemodiálise, entre outras”, acrescentou Wilson Lima.

O secretário executivo adjunto da Capital na Susam, Ítalo Cortez, explicou sobre esse planejamento feito pelo Governo do Estado.

“A gente já está planejando que daqui a um ou dois meses vai existir uma onda, uma demanda reprimida de pessoas que tiveram que ficar em casa e que precisam realizar atendimentos médicos, cirurgias eletivas. Nós temos quatro áreas de ação prioritárias para essa segunda onda, vamos dizer assim, de pacientes que precisam de cirurgias cardíacas, neurocirurgias, cirurgias ortopédicas e urológicas”, destacou Ítalo. 

“Já  existe uma equipe dentro da Susam fazendo planejamento na área técnica para que esses hospitais que fazem cirurgias eletivas, no futuro, estejam prontos para atender essas demandas reprimidas. Então, essa é uma preocupação nossa, de fato, e que a gente já está se programando para isso”, completou o secretário executivo adjunto da Capital na Susam. 

Detalhamento

Um relatório minucioso sobre as emendas foi apresentado aos deputados pelo secretário executivo da Susam, Marcellus Campelo.

“São 100 emendas no total de R$ 55 milhões. Destes, aproximadamente R$ 36 milhões, no dia 30 de abril, foram transferidos da Sefaz para a Susam, que deve agora operacionalizar as emendas. O governador já liberou R$ 16 milhões e, a partir de segunda-feira (11/05), a Sefaz pode liberar esse recurso”, explicou Marcellus. Ele explicou que os deputados pediram para realizar uma nova análise das emendas e verificar a questão de prioridades.

Participaram da reunião, neste sábado, os deputados Adjunto Afonso, Mayara Pinheiro, Felipe Souza, Saullo Vianna, Joana Darc, Dr. Gomes, Ricardo Nicolau, Carlinhos Bessa, Alessandra Campelo, Roberto Cidade e Augusto Ferraz. A líder do governo na Aleam, deputada Joana Darc, destacou a importância da liberação das emendas.

“Vejo (essa reunião) de forma muito positiva porque a gente está em um momento difícil, em que precisamos da união dos poderes, e essas emendas vão proporcionar um atendimento melhor, um investimento na área da Saúde, que agora é nossa prioridade. A gente vai conseguir ajudar os municípios do interior do estado e aumentar, com esse recurso, a capacidade e melhoria dos hospitais aqui em Manaus”, destacou ela. 

“Esse dinheiro vem em boa hora, são emendas indicadas pelos deputados e o governo está atendendo, inclusive em tempo recorde. É a primeira vez que se atende tão rápido todas as emendas da saúde. A gente vai poder direcionar, inclusive, para o interior do estado, além de Manaus, que precisa muito, mas os municípios do interior estão sofrendo com a questão do novo coronavírus. Vale lembrar que isso vai passar, e quando isso passar, muitas outras questões de saúde terão que ser resolvidas”, afirmou Alessandra Campelo.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.