Domingo, 15 de Dezembro de 2019
EXPLORAÇÃO SUSTENTÁVEL

Wilson Lima e ministro de Minas e Energia debatem produção de gás natural no AM

Bento Albuquerque participa da cerimônia do início das obras da Eneva, companhia brasileira responsável por explorar gás no Campo de Azulão, no município de Silves, nesta quarta (16)



wilsonnnn_C75514A3-C9BC-402F-A0CB-7CD6E9426440.JPG Foto: Diego Peres / Secom
16/10/2019 às 08:55

O governador Wilson Lima se reuniu, nessa terça (15) com o ministro de Minas e Energia, o almirante Bento Albuquerque, para tratar sobre demandas dos setores energético e mineral no Amazonas.

“O ministro tem sido um grande parceiro e tem se demonstrado muito sensível às nossas demandas. Foi uma reunião muito produtiva e com certeza teremos bons encaminhamentos”, avaliou o governador.



O ministro veio ao Amazonas para participar da cerimônia que será realizada nesta quarta-feira (16) e marca o início das obras da Eneva, companhia brasileira responsável por explorar gás no Campo de Azulão, no município de Silves, distante  236 quilômetros de Manaus.

Durante a reunião, o governador destacou o esforço do estado para ampliar a cadeia do gás natural como ferramenta de desenvolvimento econômico e social no Amazonas.

“Nós sabemos que desenvolver outras matrizes econômicas é importante para o Amazonas e essa questão do gás é estratégica para o Brasil. Trabalhando em parceria vamos conseguir desenvolver econômica e socialmente regiões que ainda carecem de saúde de qualidade e boa infraestrutura, por exemplo”, afirmou Wilson Lima.

O governador destacou ainda que há expectativa para o início da exploração do potássio em Autazes, interior do estado.

“A gente torce para que as questões sobre o potássio se resolvam e a gente consiga também destravar a exploração desse minério aqui no estado”, acrescentou Wilson Lima.

O governador e o ministro também discutiram temas como investimentos em energia fotovoltaica, principalmente em áreas rurais, transformação da exploração garimpeira já existente em mineração sustentável assim como a proposta de rebaixamento da linha de transmissão Tucuruí-Manaus para os municípios nesse trajeto.

Além do governador participaram da reunião os secretários de Estado Eduardo Taveira, do Meio Ambiente (Sema); e Jorio Veiga, de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti); o diretor-presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Valente; o chefe da Casa Militar, coronel Fabiano Bó; o presidente da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), René Levy, além do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), Josué Neto, a líder do Governo no legislativo, deputada Joana Darc, o deputado Sinésio Campos e o deputado federal Alberto Neto.

Compõem a comitiva federal Alexandre Vidigal, secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia; Renata Isfer, secretária de Petróleo Gás Natural e Biocombustíveis do Ministério de Minas Energia; André Pepitone, diretor-geral da Aneel; Décio Oddone, diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP); Victor Bicca, diretor-geral da Agência Nacional de Mineração (ANM); Luiz Eduardo Barata, diretor-geral do operador Nacional do Sistema Elétrico e Esteves Colnago diretor-presidente da CPRM - Serviço Geológico do Brasil.

Agenda - O governador e o ministro participam amanhã (16) da cerimônia que marca o início das obras para exploração de gás natural no Campo de Azulão. Este será o primeiro campo de gás natural na Bacia do Amazonas.

O projeto tem previsão de execução em 24 meses e geração de 1.000 empregos durante o período das obras, que acontecem tanto na região amazonense produtora de gás, quanto em Boa Vista (RR), onde será construída a usina termelétrica. O gás será transportado a partir de caminhões entre as duas regiões

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.