Publicidade
Manaus
ADMINISTRAÇÃO

Wilson Lima fará reforma administrativa para garantir eficiência na gestão

Anúncio foi feito durante a posse, realizada no Teatro Amazonas. Ele garantiu que vai implantar um sistema de monitoramento e avaliação de políticas públicas. 01/01/2019 às 18:40
Show whatsapp image 2019 01 01 at 18.04.14  1  e0b63718 34d9 4ce4 8db8 dd9ecebbceda
(Foto: Márcio Silva)
Larissa Cavalcante Manaus

O governador Wilson Lima (PSC) anunciou nesta terça-feira, ao discursar no Teatro Amazonas, que fará reforma na administração estadual para assegurar eficiência na gestão e implantar um sistema de monitoramento e avaliação de políticas públicas.

“Sinto-me encorajado a realizar as mudanças que o Estado e todo cidadão merece. Para este novo tempo minha equipe de governo acolheu, após avaliação do atual cenário, leitura e interpretação de dados, planejar a estruturação da administração estadual em três grandes eixos: gestão eficiente e responsável, desenvolvimento empreendedor e sustentável e um Amazonas com qualidade de vida”, disse 

O governador também anunciou em sua gestão, a foto oficial do governador do Estado em órgãos públicos será trocada por fotos de cidadãos. 

“Foto de homens e mulheres que com seu esforço ajudam a construir o Estado do Amazonas para que toda vez que qualquer pessoas entrar nessas instituições possa lembrar para quem está trabalhando: para melhorar a vida do cidadão”, disse.

Após a coletiva de imprensa, Wilson seguiu para cerimônia de entrega da faixa governamental e transmissão do cargo no Palácio Rio Negro.

Wilson Lima e Carlos Almeida foram eleitos no segundo turno das eleições de 2018 com 58,5% dos votos. Governador e vice-governador eleitos estrearam nas eleições e, assim como na maior parte do Brasil, desbancaram políticos com vasta experiência.

O jornalista e o defensor público atingiram a marca histórica de mais de 1 milhão votos. O número obtido deixa Lima na marca de governador mais votado do Amazonas. 

Wilson ultrapassou a votação de Omar Aziz (PSD) em 2010. À época no PMN, Aziz foi eleito no 1º turno com a preferência de 943.955 eleitores.

Publicidade
Publicidade