Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021
RESPOSTA

Yara Lins chama denúncias de Omar Aziz de "intimidação e perseguição política"

Alvo de notícias-crimes apresentadas pelo senador, conselheira diz que tem consciência limpa e que tomará medidas judiciais cabíveis



yara_920E7490-1A05-4F5A-BB4F-CCB05B104D1C.jpg
15/07/2021 às 10:39

A conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) Yara Lins classificou as denúncias apresentados pelo senador Omar Aziz (PSD) como "intimidação" e "perseguição política" contra ela e a família.

Nesta quarta-feira, o senador, que preside a CPI da Pandemia no Senado Federal, apresentou notícia-crime à Polícia Federal, Controladoria-Geral da União, Procuradoria-Geral da República e Receita Federal . De acordo com o senador, a conselheira deveria ser investigada pelos crimes de nepotismo, falsidade ideológica, ocultação de bens, advocacia administrativa, sonegação e fraude.

Em nota divulgada nesta quinta-feira, a conselheira afirmou que "retidão é  a palavra que define os meus 46 anos de vida pública. Nesses anos, combati a corrupção e a má gestão, sempre de forma a atender a legislação e os princípios da administração pública".

Ela também afirmou que a denúncia trata-se de uma "perseguição política, vazia de fundamentos jurídicos, baseada em uma narrativa fantasiosa de declarações e suposições de documentos incorretos, incompletos e de origem incerta", e que "tem o único objetivo de tentar macular minha imagem".

A conselheira afirma ter a consciência limpa e que confia na "justiça divina e do meu País". Ela também acrescentou que "medidas judiciais cabíveis ao caso estão sendo tomadas. Defenderei minha honra e continuarei firme na minha atuação, fiscalizando o mau uso do dinheiro público de forma implacável".

Confira a nota na íntegra:

Recebi com indignação as tentativas de intimidação do senador Omar Aziz (PSD) contra mim e minha família.

Retidão é a palavra que define os meus 46 anos de vida pública. Nesses anos, combati a corrupção e a má gestão, sempre de forma a atender a legislação e os princípios da administração pública.

Como mulher, nascida numa geração com ainda mais preconceitos que a atual, estou habituada a provar a qualidade e a correção das minhas condutas profissionais, e graças a elas alcancei, pela primeira vez na história da instituição a qual sirvo, a mais elevada cadeira, a de Conselheira e, ainda, a Presidência.

Uma perseguição política, vazia de fundamentos jurídicos, baseada em uma narrativa fantasiosa de declarações e suposições de documentos incorretos, incompletos e de origem incerta, tem o único objetivo de tentar macular minha imagem.

Mais uma vez travo batalhas e, como mãe de família e cristã, não me intimido. Tenho a consciência limpa, com plena confiança na justiça divina e do meu país.

Informo que as medidas judiciais cabíveis ao caso estão sendo tomadas. Defenderei minha honra e continuarei firme na minha atuação, fiscalizando o mau uso do dinheiro público de forma implacável

Yara Amazônia Lins Rodrigues dos Santos

Conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM)



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.