Terça-feira, 24 de Novembro de 2020
INDÚSTRIA

Zona Franca segue sem superintendente 4 diás após Menezes deixar cargo

Mesmo após quatro dias do Diário Oficial da União (DOU) trazer a exoneração do ex-superintendente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), coronel da reserva, Alfredo Menezes, nenhum nome foi oficializado  para substituí-lo até o momento



suframa-frente_698F253A-C935-4EEF-AC72-8F3561934E5D.jpg Foto: Divulgação
11/06/2020 às 15:33

Mesmo após quatro dias do Diário Oficial da União (DOU) trazer a exoneração do ex-superintendente da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), coronel da reserva, Alfredo Menezes, nenhum nome foi oficializado  para substituí-lo até o momento. 

O deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), aliado do presidente Bolsonaro, disse que o nome do general da reserva, Algacir Polsin, apontado nos bastidores como provável novo titular da autarquia “deve ser mantido”. 



Segundo Alberto Neto, Polsin já participa “de várias reuniões da Suframa de maneira informal”. O DOU da segunda-feira, que traz a dispensa de Menezes, não designa um novo titular para o posto, nem um interino.

“A informação que eu tenho é que mantém o general Polsin. Ele tem participado de várias reuniões, inclusive da reunião que pedi com Finep e Suframa, o general já participou se inteirando de todo o assunto”, informou o parlamentar.

O deputado confirmou que Polsin vai manter a atual equipe da Suframa, “para dar continuidade aos trabalhos que estavam sendo muito exitosos”. 

Alberto Neto afirmou que a bancada federal do Amazonas não tem feito movimentos de indicação de um nome para a autarquia federal junto ao presidente Bolsonaro.

Sem pressão
O coordenador da bancada federal do Amazonas, senador Omar Aziz (PSD), afirmou que o colegiado “tem absolutamente zero de participação na saída e escolha de um novo superintendente. Falo isso por mim e pela bancada toda”.

De acordo com Omar, a bancada não chegou a fazer nenhuma indicação ou foi consultada pelo presidente para indicar um nome. 

O deputado federal Pablo Oliva (PSL) afirmou que, por meio da assessoria, que "a escolha é exclusiva do Presidente Bolsonaro", e que o "cargo merece ser ocupado por pessoa preparada e comprometida com o desenvolvimento da ZFM". 

O deputado federal Silas Câmara (Republicanos) disse que não tem nenhum tipo de conversa com o palácio do Planalto sobre indicação de cargo algum. “Eu só torço para que o presidente acerte na indicação de um técnico competente e que se relacione bem com bancada, com o governador e com todos os amazonenses. E que conheça a Amazônia Ocidental e a realidade dos municípios que fazem parte desta região”, disse.

Durante a temporada de um ano e três meses que comandou a Suframa, Menezes acumulou atritos com a bancada federal do Amazonas, principalmente com o deputado Marcelo Ramos (PL), que chegou a pedir apuração de um contrato sem licitação firmado entre a Suframa e a Construtora Brilhante para manutenção predial.

Em meio à queda de braços pela manutenção da alíquota do IPI do pólo de concentrados, Menezes acusou a bancada federal de querer se promover com a ZFM, em especial no caso dos incentivos fiscais do pólo de concentrados.

No dia 6 de fevereiro, o agora ex-superintendente anunciou pelas redes sociais um decreto do presidente Bolsonaro que entrou em vigor neste mês, fixando o IPI dos refrigerantes em 8%. À época, o anúncio foi visto como mais do mesmo, mantendo a insegurança jurídica para empresas incentivadas pelo modelo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.