Publicidade
Manaus
Transporte Coletivo

Linhas de ônibus das zonas Leste e Norte de Manaus são as mais assaltadas

Linhas das empresas Eucatur e Global Green foram as mais assaltadas nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, segundo o Sinetram 13/03/2017 às 09:09 - Atualizado em 13/03/2017 às 09:18
Show assalto
Euzivaldo Queiroz
Isabelle Valois Manaus (AM)

Os registros de assaltos a ônibus das empresas que fazem parte do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram) mostram que as linhas mais visadas pelos bandidos são as das zonas Leste e Norte. Eucatur e Global Green são as empresas que tiveram mais registros nos meses de janeiro e fevereiro deste ano.

Conforme os dados, em janeiro a empresa que mais teve registros de assalto foi a Eucatur, com 63 casos. A maioria dos casos foram registrados na Zona Norte. Em segundo aparece a empresa Global Green, com 58 registros. Só no mês de janeiro, o Sinetram contabilizou 272 assaltos nas demais linhas de ônibus que circulam na cidade.

No mês fevereiro a situação não foi muito diferente: os dados apontam que a Eucatur novamente foi a empresa que teve mais registros. No total foram 66 assaltos, três a mais do que em janeiro. Em segundo aparece a empresa Global Green, mas dessa vez com quatro ocorrências a menos do mês de janeiro, registrando 54 casos. Em terceiro lugar, no mês de fevereiro, ficou a empresa Via Verde, que atende majoritariamente a Zona Oeste. No total, foram registrados 31 assaltos nos ônibus da empresa, informou o Sinetram.

Operação

Desde a última quinta-feira (9), a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) tem realizado a Operação Catraca em áreas com maiores registros de assalto a ônibus em Manaus.

Conforme a secretaria, a operação conjunta deve inibir essas ocorrências e contará com a participação de equipes da própria secretaria, a Polícia Civil e a Polícia Militar.

Na sexta-feira (10) a Polícia Civil divulgou que, durante as primeiras horas do dia, mais de 300 passageiros haviam sido revistados em ônibus, micro-ônibus executivos e alternativos nos bairros das Zona Norte.

Logo nas primeiras horas da operação, a polícia Militar chegou a prender o passageiro Rodrigo da Silva Albuquerque, 26, no ônibus da linha 310, carregando, em uma mochila, um revólver de uso permitido com cinco munições. O fato ocorreu no bairro Terra Nova, Zona Norte, e Rodrigo foi conduzido ao 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP), liberado mediante pagamento de fiança e vai responder pelo porte ilegal de arma de fogo em liberdade.

Publicidade
Publicidade